Mudança na categoria de Melhor Telefilme pode complicar Black Mirror no Emmy

Créditos da imagem: Black Mirror/Netflix/Divulgação

Séries e TV

Notícia

Mudança na categoria de Melhor Telefilme pode complicar Black Mirror no Emmy

Academia Televisiva definiu duração mínima para disputar o prêmio

Arthur Eloi
14.12.2018
16h12
Atualizada em
14.12.2018
16h33
Atualizada em 14.12.2018 às 16h33

Parece que a Netflix não conseguirá mais colocar episódios de Black Mirror para disputarem no Emmy. A Academia Televisiva definiu uma nova regra para a categorias de Melhor Telefilme, em que a empresa indicava capítulos individuais da série. A informação é do Hollywood Reporter.

A partir de agora, os indicados nessa categoria precisarão ter, no mínimo, 75 minutos de duração. Considerando que são poucos os episódios de séries que alcançam essa marca, isso limita a quantidade de programas que podem disputar ao prêmio. "San Junipero", por exemplo, episódio de Black Mirror que venceu em 2017, já não conseguiria entrar - mas "USS Callister", ganhador de 2018, continuaria válido sob as novas regras por ter um minuto a mais que o mínimo exigido.

A Netflix sofre críticas por indicar individualmente os episódios de Black Mirror desde 2017, já que serve como uma forma de levar a maior quantidade de prêmios possíveis. Acredita-se que a decisão tenha sido tomada justamente para complicar a empresa, visto que é a única afetada pela mudança.

O Emmy 2019 acontece em 22 de setembro de 2019 nos Estados Unidos.