Ator Enzo Romani como Denilson em Maldivas (Netflix/Divulgação)

Créditos da imagem: Ator Enzo Romani como Denilson em Maldivas (Netflix/Divulgação)

Séries e TV

Entrevista

Maldivas | Romani fala sobre representatividade periférica nas telas

Ator da periferia paulistana também tem descendência cigana e é fã de Peaky Blinders

Omelete
4 min de leitura
Pedro Henrique Ribeiro
27.06.2022, às 15H20
ATUALIZADA EM 27.06.2022, ÀS 16H26
ATUALIZADA EM 27.06.2022, ÀS 16H26

A série Maldivas é a mais recente aposta nacional da Netflix e chama atenção pela qualidade do elenco principal. Protagonizada por Bruna Marquezine, Manu Gavassi, Sheron Menezzes, Carol Castro, Vanessa Gerbeli e Natália Klein, que também assina como criadora, a produção estreou no top 10 de séries do streaming - chegando ao primeiro lugar aqui no Brasil. A trama é ambientada na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, onde os vizinhos do condomínio Maldivas fazem de tudo para manter as aparências. Nesse contexto, Liz (Marquezine), que acaba de chegar de Goiás, tenta desvendar os reais motivos por trás de um suspeito incêndio que matou sua mãe, Léia (Gerbelli).

Junto a elas, temos Romani, que na série dá vida ao investigador Denilson, responsável por desvendar o misterioso crime. O Omelete conversou com Romani sobre a participação dele na série e os próximos passos dele na música. Para o ator, que cresceu nas periferias de São Paulo, participar de produções no streaming é um incentivo para que vivem nesses locais. “Vai ter cada vez mais conteúdos assim, inclusive, esperem coisas de mim. Eu vejo que a quebrada no streaming é o que mais vai aproximar a molecada de um caminho melhor. Quando ela vê um moleque de quebrada com um personagem foda, ela sabe que é possível sonhar no morro”.

Sobre as colegas de elenco, Romani tem apenas coisas boas para contar. Ele que interagiu com Bruna Marquezine, diz que o “clima [era] bom mesmo na quarentena, a gente conseguia ter momentos leves e muita risada”. Segundo ele, a boa relação não se limitava aos atores. “Toda a equipe, de diretor ao faxineiro, mantinha um clima de família. Inclusive, sinto saudade porque é difícil encontrar produções assim no meio tão egocêntrico como infelizmente é a área artística”.

Ainda sobre Marquezine, que vai estrelar o filme Besouro Azul, ele diz que “é uma alegria [ver a Bruna em carreira internacional]”. Sobre a adaptação dos quadrinhos da DC Comics, a identificação com as origens dele o deixam ainda mais animado. “Ela também vem de quebrada, eu até brinco chamando ela de ‘cria’ [gíria para quem é criado na periferia]. Ela veio de uma realidade que não incentiva muito a molecada, acho que ver que é possível estar em outros caminhos ajuda o artista brasileiro a sonhar. Falam que brasileiro é uma epidemia no mundo, que seja no cinema também”, brinca

Frio e calculista

Mestiço de pai árabe e mãe cigana, Romani cresceu rodeado das duas culturas, o que fez com que trouxesse ambas as referências em sua arte. Para interpretar o investigador na série, ele se inspirou em outro cigano que faz sucesso no catálogo da Netflix. “Eu estudei o Thomas Shelby [de Peaky Blinders], porque a frieza dele é uma coisa que…Enfim… ele tem a tem um lado sedutor, você entra na tela para assistir a ele. Eu estudei muito e evitei pegar várias referências porque o próprio Alvarenga [o diretor José Alvarenga Júnior] falou que não queria mil coisas, mais um policial meio americano”.

Porém, Peaky Blinders não inspirou apenas o personagem dele, mas também seu mais recente lançamento musical, — clipe da música “Forasteiro”. “É um clipe que eu produzi, dirigi e fiz roteiro. E fiz com meus primos, ciganos. A família apoiou totalmente, chegou junto, todo mundo fez o que pode, amigos também chegaram junto, fizeram acontecer”, conta Enzo, que precisou fazer um trabalho de elenco com os primos. “Eles não são atores, então tomaram muito tapa na cara, tipo Tropa de Elite, para entrar no personagem”.

Confira o clipe abaixo:

A primeira temporada de Maldivas está completa no catálogo da Netflix. A música “Forasteiro” está disponível no YouTube e plataformas de áudio.

O Omelete agora tem um canal no Telegram! Participe para receber e debater as principais notícias da cultura pop (t.me/omelete).

Acompanhe a gente também no YouTube: no Omeleteve, com os principais assuntos da cultura pop; Hyperdrive, para as notícias mais quentes do universo geek; e Bentô Omelete, nosso canal de animes, mangás e cultura otaku.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.