Disney e Starz desistem de disputa judicial após oferta de acordo milionária

Créditos da imagem: Reprodução

Séries e TV

Notícia

Disney e Starz desistem de disputa judicial após oferta de acordo milionária

A empresa do Mickey Mouse ofereceu R$ 50 milhões para encerrar o caso

Pedro Henrique Ribeiro
09.08.2021
20h47
Atualizada em
10.08.2021
14h16
Atualizada em 10.08.2021 às 14h16

A Disney e a Starz desistiram da disputa judicial pelo uso do nome Star+, novo streaming da dona do Mickey Mouse. Com isso, a Disney poderá usar o nome escolhido para o seu novo serviço no dia 31 de agosto.

Na semana passada, a gigante americana chegou a oferecer R$ 50 milhões por um acordo. Apesar da oferta, o desembargador Jorge Tosta indeferiu a oferta da Disney até que o caso fosse a julgamento - o que não vai mais acontecer.

Entretanto, segundo o site Notícias da TV, a Starz aceitou a proposta milionária da Disney para usar o nome. Para isso, a empresa precisou desistir do processo. Hoje, a página do processo do Tribunal de Justiça de São Paulo já consta com a atualização da desistência.

O Omelete entrou em contato com a Disney que respondeu que não comentará o caso. Na noite desta segunda-feira (9), as contas do Star+ nas redes sociais voltaram com as publicações sobre o lançamento.

Lembre como a história começou

Em sua expansão no streaming, a Disney resolveu lançar uma segunda plataforma — que abarca conteúdos que não se encaixam no Disney+ — sob a marca Star, subsidiária indiana da companhia com forte presença no mercado. Como parte do processo de fortalecimento da marca, todos os antigos canais Fox no Brasil tiveram seus nomes trocados para Star no início deste ano.

O problema só bateu na casa do Mickey Mouse meses mais tarde, quando o grupo Starz Entertainment entrou com uma ação na justiça para impedir o uso dos nomes por parte da Walt Disney Company. Ainda no final de junho, a Justiça do Estado de São Paulo decidiu a favor da Disney, permitindo que o nome voltasse a ser utilizado legalmente no país. No mês seguinte, uma liminar decidiu o contrário, a favor da Starz.

O streaming Star+ anunciou recentemente 66 novas produções originais criadas na América Latina. Além disso, ele trará filmes e séries que, apesar de fazerem agora parte do acervo do estúdio, não foram incluídos no catálogo do Disney+ (veja a lista completa das produções). A nova plataforma também investirá em transmissões ao vivo de eventos esportivos, como a CONMEBOL Libertadores, Premier League, LaLiga, NHL, MLB, além de jogos de rúgbi, tênis, golfe, ciclismo, boxe e MMA, entre outros esportes.

O Omelete agora tem um canal no Telegram! Participe para receber e debater as principais notícias da cultura pop (t.me/omelete).

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.