Disney e Universal fecham parques na Califórnia por causa do coronavírus

Créditos da imagem: Disneyland/Universal/Divulgação

Filmes

Notícia

Disney e Universal fecham parques na Califórnia por causa do coronavírus

Atrações devem ser reabertas no final do mês de março

Nicolaos Garófalo
12.03.2020
20h48
Atualizada em
24.03.2020
11h58
Atualizada em 24.03.2020 às 11h58

A pandemia do COVID-19, mais conhecido como coronavírus, fez com que a Disney e a Universal ordenassem o fechamento temporário de seus parques temáticos na Califórnia deste sábado (14) até, no mínimo, o final do mês de março. Em comunicado oficial, a Universal afirmou que a previsão inicial é de que seu parque volte a abrir as portas no próximo dia 28 (via Variety).

 A saúde e segurança de nossos funcionários e visitantes sempre é nossa maior prioridade. Por um cuidado abundante e em resposta ao guia fornecido pelo Departamento de Saúde Pública da Califórnia, o Universal Studios Hollywood será temporariamente fechado a partir de 14 de março”, afirmou a assessoria da empresa. Além da previsão de retorno em duas semanas, a Universal disse que manterá seus clientes atualizados da situação.

Já o Disneyland Resort, parque da Casa do Mickey na Califórnia, será fechado no mesmo dia, embora não tenha uma data de reabertura anunciada, com um comunicado dizendo que a organização do resort espera retomar as atividades “no final do mês”. “Os hotéis do Disneyland Resort permanecerão abertos até segunda-feira, 16 de março, para que os hóspedes possam organizar suas viagens”, informou a empresa. No mesmo comunicado, a Disney informou que os membros do elenco das atrações continuarão recebendo seus salários integralmente.

Efeito Coronavírus na cultura pop

O COVID-19 é uma nova mutação da família coronavírus que está se espalhando em ritmo alarmante desde dezembro de 2019. A China foi o primeiro país vítima da epidemia, com infecções e mortes confirmadas em todas as suas províncias. Desde então, a presença do vírus foi confirmada em quatro continentes - incluindo a América do Sul, com casos no Brasil, Argentina e Chile.

Filmes como Pedro Coelho 2, 007 - Sem Tempo Para Morrer Um Lugar Silencioso - Parte II tiveram suas estreias adiadas por causa do surto.