Daniel Craig como James Bond em 007 - Sem Tempo para Morrer

Créditos da imagem: 007 - Sem Tempo para Morrer/Divulgação

Filmes

Notícia

007 - Sem Tempo para Morrer é adiado para novembro por surto de coronavírus

Filme era previsto para abril

Arthur Eloi
04.03.2020
14h13
Atualizada em
24.03.2020
12h08
Atualizada em 24.03.2020 às 12h08

007 - Sem Tempo Para Morrer foi adiado por conta da epidemia do coronavírus. O longa estava previsto para 4 de abril, mas agora só chegará aos cinemas em 25 de novembro.

A decisão, segundo o Hollywood Reporter, foi tomada por Barbara Broccoli e Michael G. Wilson, da Eon Productions. A produção já havia cancelado a turnê promocional pela China, Coreia do Sul e Japão após os casos iniciais. Há tanto uma preocupação de saúde pública, já que fãs solicitaram o adiamento em um abaixo-assinado, quanto também financeira. 70 mil cinemas foram fechados na China, e isso com certeza afetaria o desempenho na bilheteria.

Segundo a sinopse de Sem Tempo Para Morrer, James Bond (Daniel Craig) se aposentou da vida de agente, mas sua paz é interrompida quando seu velho amigo Felix Leiter (Jeffrey Wright), que trabalha na CIA, pede sua ajuda, o que coloca Bond na trilha de um novo vilão armado com uma perigosa tecnologia. Voltam ainda ao elenco Léa Seydoux como Madeleine, Ralph Fiennes como M e Ben Whishaw como Q.

Efeito Coronavírus na cultura pop

O COVID-19 é uma nova mutação da família coronavírus que está se espalhando em ritmo alarmante desde dezembro de 2019. A China foi o primeiro país vítima da epidemia, com infecções e mortes confirmadas em todas as suas províncias. Desde então, a presença do vírus foi confirmada em quatro continentes - incluindo a América do Sul, com casos no Brasil, Argentina e Chile.

Pela importância da China como mercado, a indústria audiovisual sentiu o impacto desde o primeiro momento já que vindouros lançamentos, como Mulan e 007 - Sem Tempo para Morrer, precisaram ser adiados para não perder a bilheteria de lá. No país, mais de 70 mil cinemas foram fechados.

Ao ritmo que a doença se espalha, as consequências são sentidas em outras partes do mundo do entretenimento. As filmagens do próximo Missão: Impossível tiveram que ser adiadas por conta do surto na Itália, onde o filme era rodado. Já o grupo de k-pop BTS teve de cancelar turnês na Coréia do Sul, país mais afetado pelo coronavírus fora da China.