Pantera Negra

Créditos da imagem: Marvel Studios/Divulgação

Filmes

Notícia

Chadwick Boseman disse que só faria Pantera Negra com sotaque africano

Marvel tinha intenção que o personagem falasse com sotaque sul-africano

Julia Sabbaga
03.09.2020
09h56

Chadwick Boseman leva o crédito pela maneira de falar do rei de Wakanda, T'Challa. Segundo o seu agente Michael Greene, que escreveu uma longa homenagem para o ator na THR, a Marvel Studios planejava que o personagem de Pantera Negra falasse com sotaque sul-africano. 

"Depois que ele foi contratado ele disse 'eu só vou fazer isso com sotaque africano'. E eles falaram 'Bom, não, nós queremos sul-africano'", relembrou Greene. O ator então insistiu: "'Eu sou o rei da África. Eu usarei os costumes pelos quais nós lutamos e lutamos'. Era esse tipo de detalhe, ele sempre falava 'eu me certificarei de que tudo esteja apropriado, de que estamos contando a história deste modo". 

O agente ainda revelou que, logo após ter sido escalado na Marvel, Boseman recusou uma grande oferta de se tornar o rosto de uma marca de bebidas alcoólicas, mas recusou: "Ele disse 'Eu não posso, porque como posso mostrar para pequenas crianças negras que elas podem ser super-heróis e depois fazer isso?'".

Boseman, que ficou conhecido por interpretar o rei de Wakanda, T'Challa, nos cinemas, morreu aos 43 anos, vítima de um câncer de cólon. Lançado em 2018, Pantera Negra, o filme, foi um dos maiores sucessos do estúdio Marvel, arrecadando mais de US$ 1,3 bilhão nas bilheterias.

Na pele de T'Challa, rei da nação fictícia de Wakanda, Boseman tornou-se símbolo do aumento da representatividade na cultura pop, popularizando gestos e expressões como "Wakanda Forever".