Logo da Backstage Invisível

Créditos da imagem: Divulgação Backstage Invisível

Música

Entrevista

SuperLiveNerd Rock | Conheça o trabalho da iniciativa Backstage Invisível

Grupo apoia profissionais do backstage de shows durante a pandemia do coronavírus

Camila Sousa
11.07.2020
14h00
Atualizada em
08.07.2020
11h11
Atualizada em 08.07.2020 às 11h11

Quando um artista sobe ao palco para começar um show, a emoção dos fãs é imediata. E para que todos tenham uma boa experiência, com som, luz e efeitos de primeira, há toda uma equipe de profissionais que trabalha no backstage (ou bastidores). Foi pensando nessa parcela do mercado que surgiu a Backstage Invisível, iniciativa que doa cestas básicas para profissionais da área durante a pandemia do coronavírus e que receberá doações da SuperLiveNerd Rock, que acontece no dia 12, a partir das 18h, no YouTube do Omelete.

Parte da equipe de invisíveis do projeto, ao lado de Marcio Schnaidman do Epah! Estúdios - que teve a ideia - e Lazzaro Jesus, Renato Carneiro explica qual é a realidade do profissional que trabalha na área e como a informalidade prejudicou muita gente. “A realidade desses profissionais é a mesma de boa parte dos brasileiros, mas na nossa profissão isso é mais exacerbado. O nosso mercado é extremamente informal. Existem várias profissões novas, então temos um mercado relativamente novo no Brasil e falta esse amadurecimento. É informal. Eu diria que grande parte dos profissionais sempre trabalhou na informalidade. Eu, por exemplo, tenho 30 anos de carreira e durante 20 trabalhei recebendo cachê por show”.

Com isso, explica Carneiro, é comum que profissionais de backstage trabalhem contando com o cachê da semana para pagar as contas. Logo, muitos foram pegos de surpresa com a paralisação imediata do setor por conta da pandemia. “Isso não mudou de forma gradual. Chegou uma semana em que o disjuntor do mercado foi desligado de uma vez. Todo mundo parou. Com uma semana após o começo da ação do Backstage Invisível, eu recebi vídeo de pessoas com a geladeira vazia. Lógico que preservamos as pessoas que damos assistência, mas há funcionários de grandes artistas que aparecem para retirar as cestas. Está assim para todo mundo”.

O objetivo da Backstage Invisível é fornecer cestas básicas para que os profissionais da área de eventos e shows tenham a garantia de alimentação durante o período da pandemia, até que os eventos possam ser retomados de forma segura. No começo, a ideia era fazer as doações diretamente pelo fornecedor, para evitar as doações em dinheiro. Assim, quem quisesse e pudesse doar alguma cesta, ligaria direto na empresa fornecedora e mandaria entregar ao projeto. Com o tempo, no entanto, a Backstage Invisível adotou outras iniciativas que facilitaram a doação, com QR Code, Paypal, etc. 

O foco das doações é em profissionais específicos da área de backstage e shows, como explica Carneiro. “Quando falamos das pessoas de bastidores de eventos, às vezes acaba abrindo o leque demais. Então focamos mais em profissões específicas do backstage, como técnico de som, técnico de luz, rigger [operação de máquinas], cenógrafo, iluminador, designer de som e luz, carregador, pessoal de camarim, etc. Começando a abrir, entra segurança, que também faz parte, mas atende vários tipos de eventos; garçom também é, mas atende vários tipos. Então tentamos afinar um pouco mais só para o nosso mercado, se não fica muito grande e a ação pode ficar rarefeita”.

Doações da Backstage Invisível

Logo da Backstage Invisível
Divulgação Backstage Invisível

Em um momento em que o mundo sofre com a pandemia e vários setores estão parados, é difícil encontrar espaço para divulgar iniciativas de mercados específicos, como o de eventos. Ainda assim, Renato Carneiro conta que há uma boa movimentação do próprio setor. “Conseguimos boa parte das cestas nessas lives, que têm um grande apelo. Eu trabalho com sertanejo e essas lives têm sido enormes. Com eles temos conseguido um suporte de cestas e há várias outras ações. Acho incrível quando uma pessoa me liga e fala ‘quero doar uma cesta’. Ou outro profissional que fez uma rifa de equipamentos e doou a grana. Então boa parte da iniciativa parte de dentro do próprio mercado”.

Até a semana passada, a Backstage Invisível já entregou 1304 cestas para 766 inscritos beneficiados. O projeto é um sucesso, mas Carneiro ressalta que eles não são os protagonistas dessa história, que não seria inscrita sem as doações e o apoio de eventos online como a SuperLiveNerd Rock. “Nós não seríamos nada sem vocês. Aliás, nós não somos nada. É por isso também o nome de Backstage Invisível: nós apenas fazemos a ligação entre quem pode doar e quem está precisando”.