Os melhores acontecimentos na música em 2020

Música

Lista

Os melhores acontecimentos na música em 2020

Apesar de cancelamentos e adiamentos, ano foi marcado por ótimos álbuns e aguardados retornos

Julia Sabbaga
30.12.2020
16h17

2020 não foi fácil para ninguém. No mundo da música, assim como aconteceu com produções e lançamentos de cinema e séries de TV, fãs foram obrigados a ouvir adiamentos atrás de adiamentos, além de diversos cancelamentos de turnês por causa da pandemia do novo coronavírus. Como se não bastasse, o ano também nos obrigou a dizer adeus a alguns gigantes do mundo musical, de nomes como Moraes Moreira, Neil Peart, Eddie Van Halen e Ennio Morricone

Mas com a proximidade do fim de ano e a perspectiva do começo de um novo ciclo, nossa retrospectiva de 2020 pretende relembrar os maiores motivos e acontecimentos do mundo musical que nos fizeram sorrir. Por alguns instantes, vamos deixar os cancelamentos e adiamentos de lado e esquecer a corrida presidencial de Kanye West para focar em coisas boas. Confira abaixo os melhores acontecimentos na música em 2020, do rock ao pop, do rap ao k-pop:

Billie Eilish fez história no Grammy

Pense o que quiser de Billie Eilish e a sonoridade inovadora que ela entregou ao pop nos últimos anos - fato é que no Grammy 2020 a cantora quebrou barreiras da premiação, se tornando a primeira mulher da história a ganhar os quatro principais prêmios da noite - Artista RevelaçãoÁlbum do Ano (When We Fall Asleep, Where Do We Go), Canção do Ano e Gravação do Ano (ambos por "Bad Guy"). Com isso, a artista se tornou a primeira mulher a conseguir o feito em um ano só, além de ser a artista mais jovem à levar os quatro prêmios principais. Parece décadas atrás, mas isso aconteceu em janeiro, e abriu um ano que parecia promissor.

Together at Home e as lives que aqueceram o coração (Fresno, Sandy & Junior, RBD, etc.)

Um dos setores mais afetados pela pandemia do coronavírus foi o de shows, já que a aglomeração de pessoas faz o coronavírus se espalhar. Com as chamadas de vídeo em alta, os artistas resolveram levar um pouco de alegria aos fãs (e arrecadar alguma renda) com as famosas lives no Instagram, YouTube e etc. O uso de lives foi tão grande que o formato ficou desgastado com o tempo, mas não antes de gerar eventos que merecem ser lembrados, como o Together at Home, a Super Live Nerd Rock, a live QuarentEMO da Fresno e a transmissão de Sandy & Júnior matando a saudade dos fãs. Para completar, o ano terminou com uma live bombástica do RBD, que explodiu corações de fãs ao redor do mundo. 

O pop teve um de seus melhores anos

É quase bizarro pensar quanto álbum bom de pop saiu em 2020. Não apenas Taylor Swift revolucionou sua carreira com uma nova sonoridade introduzida em Folklore, como Lady Gaga retornou às raízes em Chromatica, Halsey abriu seu coração em Manic e Miley Cyrus finalmente lançou Plastic Hearts. Tudo isso sem falar que ainda recebemos novos trabalhos de Selena Gomes, Shawn Mendes e Ariana Grande, que ainda por cima lançou uma parceria com Gaga que se tornou uma das maiores músicas do ano, "Rain On Me". Baita ano para o pop. 

E o rock recebeu retornos mais que bem-vindos

Para quem acha que o rock ficou de lado em 2020 está redondamente enganado. Claro, não deu para sair batendo cabeça em shows por aí, mas este ano nós recebemos as primeiras músicas inéditas do System of a Down em 15 (!!!) anos, o novo álbum do AC/DC, Power Up, em homenagem a Malcolm Young, e o primeiro álbum de Fiona Apple em oito anos, Fetch The Bolt Cutters. Para quem acha que isso não basta, vale lembrar que 2020 também trouxe ótimos álbuns de Haim e The Strokes e de mestres incontestáveis como Ozzy Osbourne, Paul McCartney e Bob Dylan

E Rodolfo e Digão, do Raimundos, que fizeram as pazes?

Passando para acontecimentos mais específicos, um momento em especial de 2020 veio para lembrar o mundo da música da importância da amizade e aquecer os fãs do rock dos anos 90. Quase 20 anos depois do desentendimento que fez o ex-vocalista deixar o RaimundosRodolfo fez as pazes com Digão, guitarrista e atual vocalista da banda. Foi um momento simbólico e histórico para o rock nacional, que saiu como aqueles resultados inesperados da própria quarentena. Segundo o Digão, o surgimento da pandemia e das recentes polêmicas em que se envolveu serviram de inspiração para que ele tomasse a iniciativa de ligar para o velho amigo.

Quando o trailer de The Batman foi embalado por Nirvana

É engraçado que um dos melhores momentos musicais do ano tenha sido do campo do cinema, mas quando The Batman ganhou o seu primeiro teaser um dos grandes elogios que recebeu foi pela escolha da música da prévia. De repente, víamos um novo Homem-Morcego embalado por "Something in the Way" do Nirvana, e o coração dos fãs de música disparou. A escolha foi não apenas surpreendente - porque faixas do Nirvana são raramente usadas em prévias (e até filmes) - como absolutamente certeira. A conjunção de uma instrumentação de Michael Giacchino com a faixa do Nevermind gerou um dos melhores presentes para os fãs de rock e filmes de herói em 2020. 

Nós finalmente vimos Hamilton

Com a chegada do Disney+ no Brasil, fãs da Casa do Mickey reviveram seus clássicos favoritos e maratonaram The Mandalorian, mas a plataforma chamou atenção por um outro motivo, mais inusitado. Finalmente, depois de anos de espera, os fãs brasileiros puderam conferir a sensação do musical Hamilton. O filme da peça criada por Lin-Manuel Miranda tinha estreia prevista para os cinemas mas acabou sendo antecipado para o streaming para nos dar um presente de verdade durante a quarentena, e a espera valeu a pena. O grandioso musical, que já havia conquistado os corações dos fãs, agora pode conquistar também suas telas. 

E Beyoncé nos presenteou com Black Is King

Um ano sem um presente de Beyoncé quase não é um ano completo, e 2020 não foi exceção. Assim como nos deu Hamilton, o Disney+ também nos entregou este ano Black Is King, um espetáculo visual da cantora baseado nas canções do álbum de trilha sonora de O Rei LeãoThe Lion King: The Gift. Filmado em diversos lugares (que incluem Nova York, Los Angeles, África do Sul, África Ocidental, Londres e Bélgica) Black Is King foi aclamado por sua direção, música e fotografia, e rendeu um dos melhores trabalhos musicais e visuais em anos. 

Peter Jackson mudou a narrativa dos Beatles com um vídeo

Um dos adiamentos que tivemos em 2020 foi o do documentário de Peter Jackson sobre os Beatles, Get Back, mas o cineasta soube nos recompensar por um ano difícil com um dos melhores vídeos lançados sobre o quarteto de Liverpool. Em um movimento muito necessário para o ano, o diretor Neozelandês nos presenteou com uma das prévias mais lindas do ano, que chega a ser até revolucionária. Depois de tanto tempo de foco nas brigas e desentendimentos entre os quatro integrantes - principalmente entre Paul McCartney e John Lennon - Jackson nos mostrou o outro lado da banda em um vídeo que é pura alegria, em uma definição maravilhosa, diga-se de passagem. 

Grandes lançamentos no rap nacional - e aquele doc do Emicida

2020 pareceu um ano parado, mas quando se fala de rap nacional o mundo não parou para respirar. Parece que a inspiração estava à toda, e em um ano só recebemos álbuns memoráveis de nomes como BK, D2, Rashid e Djonga, todos com temas e climas totalmente diferentes. Como se não bastasse, o Emicida decidiu fechar 2020 com um dos documentários mais lindos do ano, que foca em luta e inspiração ao mesmo tempo. AmarElo - É Tudo Pra Ontem, na Netflix, encabeçou 2020 conciliando celebração musical com discursos sociológicos de um jeito que só Emicida seria capaz de entregar. 

E o BTS é a personalidade do ano

Claro que o BTS - um dos maiores atos musicais da atualidade - não poderia ficar de fora da nossa lista. Cada ano que passa o grupo coreano bate um novo recorde e 2020 não passou sem suas conquistas. Pouco tempo depois de conquistar sua primeira grande indicação ao Grammy (por melhor performance de pop por "Dynamite"), o BTS foi eleito a Personalidade do Ano pela revista Time, fechando o ano com um dos maiores títulos do entretenimento.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.