Filmes

Notícia

Criador de Thanos, Jim Starlin publica declaração a favor de James Gunn

Disney decidiu tirar o diretor de projetos futuros após o resgate de tweets que faziam piadas com estupro e pedofilia

Julia Sabbaga
24.07.2018
07h47

Jim Starlin, criador do personagem Thanos, foi a mais nova personalidade a sair em defesa de James Gunn, diretor de Guardiões da Galáxia, retirado do projeto pela Disney após o resgate de tweets que faziam piadas com estupro e pedofilia. Em seu facebook, Starlin escreveu:

Anthony Quintano/Flickr

"Depois de gastar um tempo pensando sobre a controvérsia de James Gunn/Disney, eu cheguei a conclusão de que o Rato foi enganado. Sim, os tweets de mais de uma década de James Gunn foram errados e estúpidos, mas eles claramente foram feitos em tom de piada provocativa. Todo o escândalo veio de um plano de dois nomes grandes da Breitbart [site de extrema direita], John Nolte e Mike Cernovich, em resposta à demissão de Rosanne Barr por seus tweets cheios de ódio e racismo [saiba mais.. Eu tenho que concordar com Dave Bautista nisso. A Disney aceitou um argumento podre e fez uma péssima decisão". 

Desde a demissão, diversas nomes da indústria saíram em defesa do diretor, incluindo os atores de Guardiões da Galáxia, Dave Bautista (leia aqui) e Sean Gunn, irmão de James (leia aqui). Uma petição online para que a Disney recontrate o diretor já supera 250 mil assinaturas - saiba mais.

James Gunn foi demitido da direção de Guardiões da Galáxia Vol. 3 após o resgate de antigos tweets, que faziam piadas com estupro e pedofilia (leia mais). O diretor já se pronunciou sobre a demissão, dizendo compreender as decisões do estúdio e pedindo desculpas por mensagens ofensivas - leia mais.

A Marvel Studios ainda não se pronunciou sobre as alterações na produção de Guardiões da Galáxia Vol. 3, que deveria iniciar filmagens no fim do ano. O longa tem previsão de lançamento em 2020.