Conheça Spider-Gwen, a heroína que dominará o futuro do Aranhaverso nos cinemas

Créditos da imagem: Homem-Aranha no Aranhaverso/Sony Pictures/Reprodução

Filmes

Artigo

Conheça Spider-Gwen, a heroína que dominará o futuro do Aranhaverso nos cinemas

Vinda de uma realidade paralela, a Gwen Stacy que chega aos cinemas é rockeira e de fato uma heroína

Mariana Canhisares
11.01.2019
15h07

Além de Miles Morales, outra versão do Teioso deve ganhar o coração dos fãs com a estreia de Homem-Aranha no Aranhaverso, a Spider-Gwen. Vinda de uma dimensão paralela, a Gwen Stacy que agora chega aos cinemas não é apenas o interesse amoroso do protagonista, como em O Espetacular Homem-Aranha. Na realidade, ela é uma heroína rockeira que, em vez de ser resgatada, tem um papel importante para impedir os planos do Rei do Crime.

Introduzida na Edge of Spider-Verse #2, a origem da personagem é bem intuitiva. Na Terra-65, onde Matt Murdock trabalha para Wilson Fisk e o tio Ben nunca morreu, Gwen foi mordida pela aranha radioativa, e não Peter Parker. Pode parecer uma troca até simples, mas as consequências desse evento são mais complicadas do que parecem.

Vítima de bullying na escola e admirado com as habilidades da Spider-Gwen, Peter desenvolve uma fórmula química para adquirir poderes e se transforma no vilão Lagarto - como Curt Connors, na Terra-616. O seu plano, porém, não dá certo e o adolescente acaba morrendo nos braços da sua ídola. Embora ela não o tenha matado, Gwen se sente culpada pelo ocorrido e a morte de Parker torna-se um marco na sua vida de heroína.

Marvel Comics/Reprodução

Para a opinião pública, a Spider-Gwen é a assassina do estudante e, por isso, ela passa a ser foragida da polícia - cujo capitão é seu próprio pai, George Stacy. Mas, enquanto ela tenta mudar sua imagem, Gwen ainda tem que lidar com outros dramas, a começar pela sua banda, The Mary Janes - sim, com a própria MJ. A morte de Peter, assim como sua constante luta contra o crime têm atrapalhado sua performance como baterista e Gwen começa a se questionar se está seguindo os rumos certos em ambas as carreiras.

Ainda que em meio a toda essa angústia, já dá para perceber que ela compartilha do mesmo espírito divertido e debochado do primeiro Homem-Aranha pelo qual nos apaixonamos. E a animação leva tanto esse jeito da personagem, como alguns dos elementos listados acima. Confira:

Fato é que essa primeira HQ fez muito sucesso e levou a personagem a participar do arco do Spider-Verse, criado por Dan Slott, e protagonizar a sua própria série em 2015, enfrentando o Abutre e até tendo um encontro inusitado com o Porco-Aranha. E, ao que tudo indica, depois de Homem-Aranha no Aranhaverso a Sony Pictures também ampliará a participação dela nos cinemas.

A produtora Amy Pascal revelou à Vanity Fair que a animação ganhará uma sequência, focada agora não mais na amizade, mas em um romance entre Miles Morales e Gwen Stacy. Com direção de Joaquim Dos Santos, a trama do novo filme dará prosseguimento a um trecho do roteiro original de Phil Lord, que acabou não entrando na versão final para apresentar a personagem primeiro como uma heroína e, depois, desenvolver a relação dela com o protagonista.

Gwen ainda estará presente no derivado focado nas Mulheres-Aranha, que contará com Cindy Moon, isto é, a Silk e Jessica Drew, a primeira Mulher-Aranha. O Hollywood Reporter ainda especula sobre a presença da Madame Teia e da Spider-Girl, mas nada foi confirmado. O projeto ainda está em fase de desenvolvimento, então a trama segue como um mistério.

Além disso, com a Sony estudando a possibilidade de criar séries animadas focadas em cada um dos Teiosos, não dá para descartar a possibilidade da Spider-Gwen ser parte deste plano também. Por ora, o jeito é continuar a acompanhar a personagem nos quadrinhos e conferir Homem-Aranha no Aranhaverso.