Filmes

Lista

Capitã Marvel | 10 easter eggs e referências do filme

Longa já está em cartaz nos cinemas

Fábio de Souza Gomes
09.03.2019
15h32
Atualizada em
09.03.2019
16h33
Atualizada em 09.03.2019 às 16h33

Capitã Marvel chegou aos cinemas e, claro, contém diversos easter eggs sobre o universo Marvel dos quadrinhos e a cultura pop no geral. Acima você confere a nossa Omelista com as 10 referências do filme e abaixo falamos um pouco mais sobre o significado desses easter eggs - cuidado com os spoilers!

Mônica Rambeau

Mônica Rambeau
Reprodução

Uma das personagens mais importantes do filme é a melhor amiga da heroína, Maria Rambeau (Lashana Lynch). Porém, é na filha dela que o público precisa ficar de olho. Apesar de ser apenas uma garotinha no longa (interpretada por Akira Akbar), a Mônica Rambeau nos quadrinhos é uma das heroínas mais poderosas do Universo Marvel, tendo, inclusive, sido a primeira mulher a usar o nome de Capitã Marvel. Em 1982, na Amazing Spider-Man Annual #16, a Marvel apresentou Mônica Rambeau pelas mãos de Roger Stern e John Romita Jr. como uma policial de Nova Orleans que possui o poder de se transformar em qualquer forma de energia. Enquanto Capitã Marvel, ela foi membro dos Vingadores e chegou a liderar a equipe. Depois adotou o nome de Photon (que no filme aparece como o apelido de Maria na força aérea, como mostra a foto acima), Pulsar e atualmente atende por Spectrum. Como o filme se passa nos anos 90, Mônica ter em torno de 30 anos na linha presente do MCU.

Pager de Nick Fury + Cena pós-créditos

Pager Cena Pós-Créditos Guerra Infinita
Marvel Studios/Reprodução

A primeira cena pós-créditos mostra parte dos Vingadores restantes -  Steve Rogers (Capitão América), Natasha Romanoff (Viúva Negra), Bruce Banner (Hulk) e James Rhodes (Máquina de Combate) - reunidos na sede da equipe tentando descobrir o próximo passo após o estalar de dedos de Thanos. Eles estão em posse do pager ativado por Nick Fury na cena pós-créditos de Guerra Infinita (e que é explicado ao longo do filme da heroína, com Danvers modificando o equipamento usando tecnologia Kree). Quando o sinal do pager é interrompido eles discutem como reativá-lo e sobre a importância que a mensagem enviada por Fury antes de desaparecer pode ter. É quando Carol Danvers aparece, com os cabelos mais longos e uniforme levemente modificado. O trecho deve fazer parte dos primeiros minutos de Vingadores: Ultimato e deve levar a heroína a explicar sua relação com o agente da SHIELD e seus poderes (que tem origem no Tesseract e, portanto, tem a mesma frequência das joias do infinito) - leia mais.

Uniforme e origem dos Vingadores

Cena de Capitã Marvel
Marvel Studios/Reprodução

O uniforme da Capitã Marvel era uma das grandes dúvidas dos fãs em relação ao filme, uma vez que as primeiras imagens de bastidores mostravam a heroína usando um traje predominantemente verde. No filme, descobrimos que esse é o uniforme da Starforce e as cores representam o Império Kree. Quando descobre a verdade sobre como foi manipulada pelos Kree para ser usada como arma na guerra contra os Skrulls, Carol Danvers decide mudar as cores da sua roupa e pede a ajuda de Mônica Rambeau. Enquanto brincam com várias possibilidades, uma versão em branco e verde lembra as cores do Mar-Vell das HQs e outra em preto e dourado lembra o uniforme usado por Ms Marvel (a primeira identidade heroica de Danvers nos quadrinhos). Elas então chegam as cores clássicas, aproximando o traje da versão idealizada por Jamie McKelvie em 2012, quando a roteirista Kelly Sue DeConnick repaginou a personagem nas HQS.

Outro detalhe interessante ligado a Carol Danvers é a sua contribuição involuntária para o nome dos Vingadores. Ao olhar para uma foto da piloto e ver seu nome de guerra - Carol “Vingadora” Danvers - Nick Fury decide trocar o nome da Iniciativa Protetores para a Iniciativa Vingadores, iniciando a sua jornada para criar um grupo de elite capaz de proteger a Terra de ameaças intergalácticas.

Kelly Sue DeConnick + Higher, Further, Faster

Kelly Sue DeConnick
DiScOrD tHe LuNaTiC/Reprodução;Marvel/Reprodução

Kelly Sue DeConnick faz uma pequena participação na cena do metrô. Ela é uma das roteiristas mais importantes da história da heroína e assumiu a HQ em 2012, transformando Carol Danvers na personagem que conhecemos atualmente. Na HQ, a então Ms Marvel é encorajada pelo Capitão América a aproveitar o seu novo uniforme para finalmente assumir o nome de Capitã Marvel. Apesar de ter se aposentado como Coronel na sua passagem pela aeronáutica, ela assume o novo nome, não apenas como homenagem a Mar-vell, mas como uma forma de desafiar a si mesma.

Outro detalhe ligado às HQs é o uso do lema da Capitã Marvel da fase de DeConnick: "Mais rápido, mais longe, mais rápido!". Na Capitã Marvel #1, a frase (no original Higher, Further, Faster, More) foi dita por Helen Cobb, uma que piloto recordista de velocidade, que se tornou mentora da jovem Carol Danvers. Como explica Cobb na HQ, o lema (uma variação do lema olímpico Citius, Altius, Fortius, ou "mais rápido, mais alto, mais forte") mostra a personalidade das duas, sempre em busca de mais, sempre insatisfeitas. Nas edições seguintes, esse passou a ser o grito de guerra da Capitã.

Retorno de personagens/ Olho de Nick Fury

Nick Fury Goose
Marvel Studios/Reprodução

O filme mostra com detalhes o passado de alguns personagens. Ronan, o Acusador, que apareceu pela primeira vez como o grande vilão de Guardiões da Galáxia e um lacaio de Thanos, aparece como o líder de uma força de elite Kree, os Acusadores; Korath é apenas um soldado Kree; o agente Coulson aparece como um jovem e promissor agente e o principal destaque é Nick Fury. Na época, ele era um agente da SHIELD que, após anos como espião, trabalhava fora de campo buscando formas de proteger a Terra. Ele ainda é inexperiente e não tinha conhecimento de questões intergalácticas, quanto mais de seres superpoderosos.

O filme também revela como ele perdeu seu olho - um arranhão de Goose, a gata de Mar-vell que acaba se revelando um alienígena da raça Flerken - e como surgiram as teorias sobre como ele passou a usar o seu famoso tapa-olho, com Fury fazendo questão de alimentar a aura de mistério em torno do ferimento.

Referências da Cultura Pop

Nave de Mar-vell em Capitã Marvel
Marvel Studios/Reprodução

As principais referências a cultura pop do filme estão na nave de Mar-Vell (foto acima). Lá dentro é possível ver um pinball de Space Invaders, um arcade de Centipede, uma mesa de pebolim e uma jukebox, além de um cubo mágico, uma Magic 8 Ball, Fluffys, bonecos Trolls, uma câmera de vídeo VHS, uma lancheira da série Happy Days.

Filmes

Cartazes de Hook, Babe, True Lies e Os Eleitos
Divulgação

Depois de escapar dos Skrulls, Carol Danvers cai na Terra dentro de uma Blockbuster. Como o longa se passa na década de 1990, é possível ver referências a clássicos como Hook: A Volta do Capitão Gancho (1991), Babe, o Porquinho Atrapalhado (1995), True Lies (1994), além de Os Eleitos: Onde o Futuro Começa (1983).

Goose

Goose
Reprodução

Uma das principais referências aos clássicos do cinema, contudo, não está na locadora. Nos quadrinhos, o gato da Capitã Marvel se chama chama Chewie em uma referência a Star Wars. No cinema, porém, a Marvel escolheu chamá-lo de Goose, uma referência direta ao personagem de Anthony Edwards em Top Gun: Ases Indomáveis. Não se trata, porém, de um felino convencional. Goose chegou à Terra com Mar-Vell e é um alienígena da raça Flerken, com tentáculos internos e a habilidade de engolir objetos tão poderosos quanto o Tesseract. Nas HQs, a raça também tem a habilidade de abrigar dimensões dentro de si, podendo se teletransportar de um lugar para o outro, além de colocar inúmeros ovos. No filme, cientes da ameaça do Flerken, os Kree amordaçam a criatura, em um momento inspirado diretamente nas HQs.

Músicas

Capitã Marvel
Marvel Studios/Reprodução

A música está presente o tempo todo durante o filme e várias referências são feitas a grupos do final dos anos 80 e início dos anos 90. Ela aparece com uma camiseta do Guns N' Roses – e encontra um ingresso para o show do grupo, um pôster do Bush aparece quando ela está no telefone público, Aparecem camisetas do Nine Inch Nails, Heart, um pôster do Smashing Pumpkins e até uma referência ao grunge no figurino civil da heroína - confira todos os detalhes das referências musicais do filme.

Stan Lee

A principal referência ao lendário quadrinista aparece logo no início do filme. Ao invés da abertura do Marvel Studios mostrar cenas de seus principais heróis, o estúdio reuniu todas as principais participações especiais de Stan Lee e o agradece antes de começar Capitã Marvel. Lee faleceu no final do ano passado e, antes disso, ainda chegou a gravar sua pontinha no filme, aparecendo na cena em que a heroína caça um Skrull no metrô. O trecho também contém um easter egg extra, já que o quadrinista está treinando sua fala para em Mallrats, filme de 1995 dirigido por Kevin Smith em que Lee aparece para dar conselhos à dupla de protagonistas vividos por Jeremy London e Jason Lee.