Séries e TV

Lista

WandaVision | As teorias que acertamos – e que erramos – sobre a série

Como todo fã, nós também fizemos nossas previsões sobre a minissérie, mas nem todas se concretizaram

Nicolaos Garófalo
05.03.2021
15h29
Atualizada em
08.03.2021
15h26
Atualizada em 08.03.2021 às 15h26

Primeira produção do MCU para o Disney+, WandaVision chegou ao fim depois de nove episódios e muita comoção nas redes sociais. Nas últimas oito semanas, a internet foi inundada de teorias sobre o que os episódios finais da trama trariam e, é claro, o Omelete entrou na onda, seja pelas lives transmitidas na Twitch, vídeos no YouTube e nossas redes pessoais. E apesar de acertar algumas previsões, também erramos bastante.

E como ninguém aqui pretende fugir da responsabilidade, você pode conferir abaixo uma lista com as principais teorias feitas pela equipe do Omelete e se elas se realizaram ou não em WandaVision. E sim, contém spoilers.

Acertamos – “Agnes” era Agatha Harkness

Começando pela mais fácil. Desde os primeiros teasers de WandaVision, especulava-se a verdadeira identidade de Agnes (Kathryn Hahn). Sua fantasia de bruxa no episódio de Halloween, o broche que leva na roupa o tempo todo e seu destaque na divulgação da série apontavam para uma personagem maior que apenas a “vizinha enxerida”. Dito e feito: Agnes era, na verdade, Agatha Harkness, bruxa que, nos quadrinhos, treina Wanda nas artes místicas e cuida de seus filhos quando ela está salvando o mundo com os Vingadores. Sua história foi obviamente alterada para se encaixar na trama da série, mas manteve o bastante de sua essência para contar como um ponto para a nossa equipe.

Erramos e acertamos – Mephisto está por trás de tudo

Aqui eu preciso fazer um mea culpa, porque fui o principal responsável pela difusão da teoria “Mephisto comandando tudo” dentro da firma. Adoraria dizer que eu tava só seguindo o meme, mas até a véspera do episódio final eu mantive a esperança de ver o Tinhoso da Marvel na minissérie. O que não quer dizer que todo mundo aqui tenha errado! Lá em janeiro, no #TBT, o Gabriel Avila cantou a bola de que o Sete Peles não ia aparecer na produção. E Marcelo Hessel também foi contra todos os sinais que apontavam para uma aparição do Mochila de Criança em WandaVision, mostrando que nem todo mundo se deixou levar pela fala “liberem o inferno, meus diabinhos”.

Erramos – a IMA está por trás de tudo

Marvel Comics/Divulgação

Mais uma vez, eu tenho culpa no cartório, mas vou colocar Mariana Canhisares na fogueira e dizer que ela foi a principal porta-voz dessa teoria em particular. Assim como o Sinteco Gelado, WandaVision deu vários sinais de que a IMA (Ideias Mecânicas Avançadas) apareceria em algum momento. A presença constante de hexágonos – símbolo da agência maléfica nas HQs -, a mudança de direcionamento da ESPADA e até o apicultor que nunca foi recuperado pareciam dicas de que a organização surgiria como a grande culpada pelos problemas de Wanda. Felizmente, não apostamos nenhum centavo nessa possibilidade – só nossa credibilidade.

Acertamos – A participação especial sugerida por Paul Bettany

Finalmente encerro minha sequência de derrotas com um belo chute. Depois de Paul Bettany, que vive o Visão, dizer em entrevista que o episódio final de WandaVision contaria com a participação de um ator “com quem ele sempre quis trabalhar”, muita gente especulou os nomes de Benedict Cumberbatch, Brie Larson e até Tom Hiddleston, com quem o ator nunca havia contracenado antes no MCU. Depois de “Nos Capítulos Anteriores”, no entanto, eu comentei a possibilidade de Bettany estar falando sobre si mesmo, usando o “Visão Branco” como forma de nos despistar da conclusão da série. Na live da Twitch, cheguei até a dizer que os dois Visões se resolveriam na conversa.

Erramos – Aparição de Doutor Estranho

Como eu falei no item anterior, eu só fui especular a verdade sobre a frase do Paul Bettany depois do penúltimo episódio. Antes disso, estava no bonde que imaginou o Doutor Estranho de Benedict Cumberbatch aparecendo nos momentos finais para ajudar a enfrentar Agatha Harkness. Aliás, eu cheguei a escrever um texto sobre como o Mago Supremo se encaixaria na história. Bom, vivendo e aprendendo.

Acertamos – Monica Rambeau ganhou poderes

Mais uma que foi bem fácil de acertar. Filha de Maria Rambeau, Monica apareceu ainda criança no MCU em Capitã Marvel e retornou à franquia em WandaVision, interpretada por Teyonah Parris. Quem conhece a história da personagem nos quadrinhos obviamente já esperava que ela eventualmente se tornaria a Espectro, heroína que já integrou os Vingadores. Depois que ela foi confirmada em Capitã Marvel 2 no Dia do Investidor da Disney, era certo que a minissérie mostraria Rambeau ganhando seus poderes. Desta vez, a equipe do Omelete foi unânime.

Acertamos – “Pietro” não é ninguém

A grande surpresa do quinto episódio de WandaVision foi a aparição de Evan Peters como uma versão alternativa de Pietro. O surgimento do Mercúrio da franquia X-Men da Fox rachou a internet no meio, com fãs dizendo que a) o personagem confirma que os mutantes chegarão ao MCU graças ao multiverso; ou b) que ele é apenas uma figura qualquer escolhida pelo vilão principal para enganar Wanda. Na maioria, nós aqui do Omelete ficamos do lado da galera que apostou no Zé Ninguém de Westview e fomos recompensados com a descoberta de que o personagem era apenas um ator enfeitiçado por Agatha chamado Ralph.

Erramos e acertamos – WandaVision introduzirá os mutantes no MCU

Com a aparição do falso Pietro e a alteração no DNA de Monica, parecia certo que, de um jeito ou de outro, os mutantes apareceriam em Westview para logo depois dominar o MCU. Ao longo da nossa cobertura da minissérie, eu, Load, Gabriel, Marcelo Forlani, Mariana e seja lá quem mais queria brincar de teorizar sobre WandaVision discutiu sobre as possibilidades do Gene X ser ativado pelo Hex de Wanda. No geral, a equipe ficou bem dividida nessa.

Acertamos – Hayward era apenas um mau-caráter

Marvel Studios/Divulgação

Para encerrar com chave de ouro, mais um acerto da nossa equipe: Tyler Hayward (Josh Stamberg) não tinha nada de sobre-humano. Não é um gênio do mal, um skrull ou um demônio. Desde que ele foi apresentado como um vilão megalomaníaco no quarto episódio, a Mari deixou avisado que ele seria apenas isso: um vilão megalomaníaco. Claro, talvez eu tenha me empolgado e dito que ele era o chefe da IMA (que, como já vimos, não apareceu). Mas nenhum de nós nunca se enganou sobre sua verdadeira identidade: mais um engravatado mau-caráter (e megalomaníaco). E, agora, mais um ponto a nosso favor no placar de teorias acertadas.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.