Scarlett Johansson em Viúva Negra

Créditos da imagem: Marvel Studios/Divulgação

Filmes

Notícia

Disney rebateu Scarlett enquanto atriz estava em trabalho de parto, diz site

Atriz processa estúdio por causa da decisão de lançar Viúva Negra simultaneamente no Disney+

A cozinha
18.08.2021
16h21
Atualizada em
18.08.2021
18h30
Atualizada em 18.08.2021 às 18h30

Scarlett Johansson estava em trabalho de parto quando o CEO da Disney Bob Chapek se manifestou publicamente sobre o processo da atriz movido contra o estúdio, de acordo com o Deadline. Johansson alega que o lançamento de Viúva Negra simultaneamente nos cinemas e no Disney+ consiste em uma quebra de contrato, considerando que o documento falava em lançamento exclusivo nos cinemas.

Na ocasião, o executivo disse que a decisão da estrela era "triste e inquietante" e demonstrava "seu completo desprezo" em relação aos efeitos da pandemia. Também ressaltou que a empresa garantiu que a atriz pudesse ter "ganhos adicionais além dos US$ 20 milhões" que já recebera.

A atriz teve seu primeiro filho com o marido, o comediante Colin Jost.

Viúva Negra foi um dos títulos que a Disney decidiu lançar também no streaming, pelo valor adicional de R$ 70 (US$30, nos EUA), em razão da pandemia do coronavírus. Na sua estreia, o longa arrecadou mundialmente US$ 215 milhões, dos quais US$ 80 milhões vieram apenas do mercado norte-americano. Embora seja um valor impressionante, o filme enfrentou a maior queda de bilheteria da história do Marvel Studios na sua segunda semana

Além de Johansson, a produção ainda conta com Florence Pugh (Adoráveis Mulheres), Rachel Weisz (A Favorita), David Harbour (Stranger Things) e O-T Fagbenle (The Handmaid's Tale) no elenco. O roteiro é de Eric Pearson (Thor: Ragnarok).

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.