Scarlett Johansson em Viúva Negra

Créditos da imagem: Marvel Studios/Divulgação

Filmes

Notícia

Viúva Negra | Scarlett Johansson diz ter "resolvido diferenças" com a Disney

Atriz processou empresa por corte nos lucros de bilheteria do filme, lançado também no Disney+

Eduardo Pereira
30.09.2021
21h49

Dois dias após o adiamento da primeira audiência judicial sobre o processo movido por Scarlett Johansson contra a Disney, por conta do lançamento simultâneo de Viúva Negra nos cinemas e no Disney+, e o consequente impacto disso na participação que a atriz teria na renda de bilheteria, ambas as partes parecem ter chegado a um acordo. De acordo com o Deadline, a Casa do Mickey desembolsou mais de US$40 milhões para viabilizar o acerto com a estrela.

Em comunicado oficial, Johansson afirmou: "Estou feliz por ter resolvido nossas diferenças com a Disney. Estou incrivelmente orgulhosa do trabalho que desenvolvemos juntos ao longo dos anos e eu sempre desfrutei da minha relação criativa com a equipe. Estou ansiosa para continuar colaborando pelos anos que virão".

"Estou muito feliz por conseguirmos chegar a um acordo mútuo com Scarlett Johansson em relação a Viúva Negra", afirmou o chefe de conteúdo do Disney Studios, Alan Bergman. "Nós apreciamos as contribuições dela para o Universo Cinematográfico da Marvel e estamos ansiosos para que trabalhemos juntos em vários novos projetos, incluindo Torre do Terror, da Disney", adicionou.

ENTENDA O CASO

A atriz e produtora Scarlett Johansson abriu em julho um processo contra a Disney pela decisão do estúdio de lançar Viúva Negra simultaneamente nos cinemas e no streaming Disney+. De acordo com The Wall Street Journal, a estrela alega que esta decisão consiste em uma quebra de contrato, considerando que o documento falava em lançamento exclusivo nos cinemas.

"A Disney intencionalmente induziu a quebra do acordo da Marvel, sem justificativa, para impedir que a Sra. Johansson pudesse ter o benefício completo da sua barganha com a Marvel", diz o processo. 

Em comunicado enviado ao jornal The New York Times, a Disney afirmou que o processo movido por Johansson "não tem qualquer mérito" e que ele é "triste e inquietante em seu completo desprezo aos efeitos globais terríveis e prolongados da pandemia de covid-19".

"A Disney cumpriu totalmente seu contrato com a Sra. Johansson e, além disso, o lançamento de Viúva Negra no Premier Access do Disney+ aumentou significativamente sua habilidade de ter ganhos adicionais além dos US$ 20 milhões que ela já recebeu até agora", acrescentou a empresa.

Viúva Negra foi um dos títulos que a Disney decidiu lançar também no streaming, pelo valor adicional de R$ 70 (US$30, nos EUA), em razão da pandemia do coronavírus. Na sua estreia, o longa arrecadou mundialmente US$ 215 milhões, dos quais US$ 80 milhões vieram apenas do mercado norte-americano. Embora seja um valor impressionante, o filme enfrentou a maior queda de bilheteria da história do Marvel Studios na sua segunda semana

Além de Johansson, a produção ainda conta com Florence Pugh (Adoráveis Mulheres), Rachel Weisz (A Favorita), David Harbour (Stranger Things) e O-T Fagbenle (The Handmaid's Tale) no elenco. O roteiro é de Eric Pearson (Thor: Ragnarok).

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.