Loki

Créditos da imagem: Marvel Studios/Divulgação

Séries e TV

Lista

Loki | Os principais easter eggs do primeiro episódio

Produção faz referência aos quadrinhos e a outros momentos do MCU

A cozinha
09.06.2021
16h39
Atualizada em
24.06.2021
13h32
Atualizada em 24.06.2021 às 13h32

Estrelada por Tom Hiddleston, Loki chegou ao Disney+ e, como todas as outras produções do MCU, a série veio carregada de referências que, além de relembrar capítulos anteriores da franquia e suas origens nos quadrinhos, também aponta para o futuro do universo comandado por Kevin Feige.

Confira abaixo os principais easter eggs do episódio de estreia, que incluem acenos a WandaVision e Doutor Estranho 2 e quem sabe até Mephisto? 

Loki de Ferro

A primeira cena “original” de Loki é uma grande homenagem à produção que começou o MCU: Homem de Ferro, de 2008. Assim como o Deus da Trapaça na estreia de sua série, Tony Stark (Robert Downey Jr.) despencou em um deserto após escapar dos terroristas que o mantinham como refém. A diferença é que Tony foi resgatado por amigos e se tornou um herói. Já Loki… Bom… Melhor continuar a assistir a série, não é mesmo?

Eventos Nexus

O primeiro episódio explica de forma mais didática os Eventos Nexus. No MCU, eles ocorrem quando um indivíduo, deliberadamente ou não, se desvia do plano estabelecido pelos Guardiões do Tempo para a Linha do Tempo Sagrada, criando realidades alternativas e, por consequência, um multiverso. O conceito já havia sido mencionado em WandaVision e deve retornar com importância ainda maior em Doctor Strange in the Multiverse of Madness.

 

Aquele estoque do Infinito

Falando em realidades alternativas, Loki também pode ter explicado uma das maneiras como a TVA impede o surgimento de alguns Eventos Nexus específicos. Em Vingadores: Ultimato, A Anciã (Tilda Swinton) explica para Bruce Banner/Hulk (Mark Ruffalo) que a remoção de uma Joia do Infinito pode gerar uma linha do tempo alternativa e não planejada. O alto número de Joias no escritório da TVA garante a manutenção da Linha do Tempo Sagrada - pelo menos nesse quesito.

Mephisto (pera, deixa eu explicar!)

Esse item em específico está aqui só e unicamente para apaziguar as mil e uma teorias que já estão rodando Twitter, Facebook, Instagram, Tinder e afins. Mas o primeiro episódio, “Glorioso Propósito”, traz a equipe da TVA, liderada por Mobius (Owen Wilson), investigando um assassinato em uma igreja na França dos anos 1500. Quando o detetive pergunta a uma criança quem matou seu colega, Mobius vê o garoto apontar para um vitral que trás um demônio. Óbvio que muita gente já começou a falar de Mephisto, o Tinhoso da Marvel, que já foi alvo de várias teorias (furadas) na época de WandaVision. Mas a realidade é que a própria diretora de Loki, Kate Herron, já negou a teoria à Entertainment Tonight. É uma referência ao Loki - os chifres, o banimento do paraíso, é uma referência a isso. Nós filmamos isso há muito tempo - WandaVision provavelmente estava em pós-produção quando rodamos isso. Aí vi toda a discussão online e falei ‘bom, isso vai ser interessante’”. Então já sabe, né? Não vamos entrar nessa de novo.

Pesadelo

Se o Mephisto está fora da jogada, outro vilão da Marvel pode estar pronto para fazer sua estreia no MCU. Pesadelo, criatura mística que nas HQs tem ligação com Loki e Doutor Estranho, é citado relativamente por cima como um “departamento” da TVA, além de ter seu rosto estampado na embalagem do doce azul Kablooie, encontrado por Mobius com um garoto na França no século XVI. Já faz algum tempo, aliás, que rolam rumores sobre a presença do vilão em Doctor Strange in the Multiverse of Madness, que teve seu roteiro reescrito por Michael Waldron, roteirista de Loki.

Vida inteira atrás de uma mesa

Nos quadrinhos, os funcionários da TVA são repostos via clonagem, com suas vidas sendo completamente ligadas à agência do tempo. Em Loki, essa vida “limitada” dos empregados da TVA é exemplificada na cena em que o Deus da Trapaça ameaça estripar Casey (Eugene Cordero) como um peixe e ouve como resposta “o que é um peixe?”, expondo sua completa falta de experiência com o mundo exterior.

Violação 7-20-89

Quando chega ao tribunal de Ravonna Renslayer (Gugu Mbatha-Raw), Loki ouve que está sendo julgado pela violação 7-20-89. E como nada no MCU é por acaso, o número é uma referência a uma edição de O Poderoso Thor #405, publicada em julho de 1989. A edição trazia, entre outras coisas, a Montanha Wundagore, lar do demônio Chthon, que escreveu o Darkhold, que apareceu em WandaVision, e o Quarteto Fantástico, que já tem um longa anunciado para o MCU.

Terra-616

Enquanto Loki está assistindo sua vida - ou o que deveria ter sido dela -, uma fita definindo a continuidade que estava sendo exibida. Espectadores mais atentos - e dispostos a explorar frame por frame - perceberam que a fita está marcada como ETH-616, referência a Terra-616, realidade principal da Marvel nos quadrinhos.

Agradecimentos

A lista de agradecimentos também pode indicar o que Loki tem guardado para as próximas semanas. Além de nomes “óbvios” como Stan Lee, Larry Lieber e Jack Kirby, criadores e responsáveis pelas primeiras histórias de Loki nos quadrinhos, também temos Lee Garbett e Al Ewing (Loki: Agente de Asgard), Doug Braithwaite e Kieron Gillen (Journey Into Mystery), Don Heck (criador de Ravonna Renslayer), Walter Simonson e Sal Buscema (criadores da TVA), Jamie McKelvie (Jovem Loki), Ralph Macchio - não o Daniel San - e Mark Gruenwald (criadores dos Guardiões do Tempo).

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.