Filmes

Artigo

Entenda por que Morbius não deve fazer parte do MCU

Embora o primeiro trailer do filme do vilão traga Michael Keaton novamente como o Abutre, o Vampiro Vivo não deve encontrar outros personagens da Marvel além do Homem-Aranha e do Venom

Mariana Canhisares
13.01.2020
15h50

O primeiro trailer de Morbius surpreendeu ao estabelecer uma ligação com os filmes do Homem-Aranha no universo cinematográfico da Marvel. Afinal, a prévia revela uma interação entre o protagonista e o Abutre, vilão de Michael Keaton em De Volta ao Lar. Além disso, há de se notar um breve momento em que Jared Leto aparece diante de um graffitti do Teioso pichado com a palavra “assassino”, uma possível referência ao final de Longe de Casa, no qual o herói é acusado publicamente pela morte de Mystério. Seriam estes indícios de que o Vampiro Vivo também faria parte do MCU?

Embora esta pareça uma conclusão lógica, a resposta é não. Assim como Venom, Morbius é parte do universo de antagonistas desenvolvido pela Sony Pictures. Isso quer dizer que referências à jornada de Peter Parker - e, por que não, a presença do próprio Tom Holland, como é especulado que aconteça em Venom 2 - são possíveis, mas encontros entre o vampiro e heróis como Capitã Marvel, Pantera Negra, Thor e até mesmo o futuro Blade de Mahershala Ali, não. Ao menos, não na configuração atual do acordo entre o Marvel Studios e a Sony.

Como bem explicou o presidente do Marvel Studios Kevin Feige na época da reconciliação entre os estúdios - lembra quando o Homem-Aranha ficou de fora do MCU por um breve período? -, o Teioso é mais que um herói que encanta gerações e diferentes públicos ao redor do mundo. "Ele também é o único herói com o superpoder de cruzar universos cinematográficos”.

Logo, se for nutrir esperanças para que Morbius encontre outros personagens da Marvel Comics, que seja com o Homem-Aranha, Venom, Kraven, o Caçador, Gata Negra e outros vilões dos quais a Sony é proprietária dos direitos.

Criado por Roy Thomas e Gil Kane na edição #101 de The Amazing Spider-Man, em 1971, Michael Morbius era um bioquímico vencedor do Prêmio Nobel que tentava descobrir a cura para um doença sanguínea. Durante um dos seus experimentos, ele se transformou em um vampiro.

A estreia de Morbius está marcada para 31 de julho de 2020. O filme é dirigido por Daniel Espinosa (Protegendo o Inimigo) e tem roteiro assinado por Burk Sharpless e Matt Sazama.