Drinks, gafes e homenagens: os melhores momentos do Globo de Ouro 2021

Filmes

Lista

Drinks, gafes e homenagens: os melhores momentos do Globo de Ouro 2021

Cerimônia dividida entre remoto e presencial contou com bons discursos e piadas memoráveis

Julia Sabbaga e Nicolaos Garófalo
28.02.2021
23h33
Atualizada em
01.03.2021
01h11
Atualizada em 01.03.2021 às 01h11

Claro que não foi aquela cerimônia leve que estamos acostumados, afinal, o Globo de Ouro é uma das premiações afetadas pela pandemia de coronavírus, mas a edição de 2021 não nos poupou de alguns momentos divertidíssimos. Começando com críticas à Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood, e passando pela casa das celebridades para ver como é o open bar doméstico de cada um, a cerimônia do ano funcionou bem, com uma divisão entre o presencial e remoto. 

Confira abaixo os melhores momentos do Globo de Ouro 2021:

Amy Poehler e Tina Fey criticam a HFPA

As apresentadoras da noite, Amy Poehler e Tina Fey não demoraram para tratar das polêmicas que rodearam o Globo de Ouro na última semana, precisamente a crítica que a HFPA - a Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood - não tem nenhum membro negro. O grupo responsável por escolher os vencedores, que é formado por 87 jornalistas, já havia dito que falaria sobre isso durante a cerimônia, mas as apresentadoras já começaram a cerimônia declarando em alto e bom som: “vocês precisam mudar isso!”.

Marido de Catherine O’Hara corta discurso de vitória

Vencedora do Globo de Ouro de melhor atriz em série de comédia ou musical, Catherine O’Hara começou a agradecer a HFPA e os fãs pelo prêmio quando, no meio de seu discurso, viu o marido, Bo Welsh, mexer no celular. Tuitando sobre a vitória da esposa? Que nada! Welsh decidiu fazer graça, usando sons de aplausos e trilha orquestrada para imitar o tradicional método usado por produtores de premiações para “apressar” os discursos dos vencedores. O’Hara obviamente entrou na brincadeira - que ela com certeza ajudou a criar - e falou mais rápido.

Kenan Thompson e Maya Rudolph aceitam prêmio falso

Ex-colegas de Fey e Poehler no Saturday Night Live, Kenan Thompson e Maya Rudolph subiram ao palco interpretando um casal - ou seriam irmãos? - que ajudaram a compor as trilhas sonoras de todos os indicados. A dupla fez várias referências aos indicados da noite e ainda relembrou a infame apresentação de Elizabeth Taylor, que, bêbada, se confundiu toda na hora de entregar um prêmio em 2001. Obviamente, a esquete ainda criticou a deputada Marjorie Taylor Greene, que recentemente afirmou que a pandemia do coronavírus é uma farsa e que os incêndios causados pelas mudanças climáticas são, na verdade, criados por satélites armados.

Convidados bebem de suas casas

Apesar de o Globo de Ouro já ter servido como um “termômetro” pro Oscar, hoje ele serve mais como uma grande festa com os maiores astros de Hollywood, com alguns aproveitando até demais o open bar da cerimônia. Para compensar o formato digital, alguns dos convidados decidiram beber de casa, com Bill Murray e David Fincher brindando com copos de tequila e martinis, mantendo vivo o espírito ébrio da cerimônia.

Tracy Morgan grita SAL

Ao anunciar o vencedor de melhor trilha sonora, o apresentador Tracy Morgan deixou bastante gente confusa, porque ao invés de anunciar SOUL ele resolveu gritar um sonoro SAL. Como o comediante tem um humor inusitado, todo mundo ficou meio confuso se a pronúncia foi proposital, mas julgando pela reação do próprio Morgan, foi algo totalmente acidental. 

Homenagem a Chadwick Boseman

Um dos eventos mais marcantes de 2020 foi a morte precoce de Chadwick Boseman, conhecido mundialmente como o Pantera Negra do MCU (Universo Cinematográfico Marvel). A HFPA não deixou passar a oportunidade de homenagear o ator e, em uma brincadeira apresentada por LaRon Hines, fez algumas perguntas sobre cinema para algumas crianças. Embora elas tenham errado algumas respostas, todas elas acertaram quando perguntadas quem era Boseman. Sem pestanejar, os jovens responderam “ele é o Pantera Negra”.

Olivia Colman celebra vitória de Emma Corrin

Colegas de The Crown, Emma Corrin e Olivia Colman competiam na mesma categoria (melhor atriz em série de drama) e, ao ver a vitória de Corrin, a intérprete da rainha ficou extremamente feliz e até levantou para celebrar a premiação com uma dancinha. 

Os discursos políticos de Sacha Baron Cohen

Em seus discursos de agradecimento pelos prêmios de Melhor Filme de Comédia ou Musical e Melhor Ator em Filme de Comédia ou Musical, Sacha Baron Cohen não poupou nas alfinetadas políticas. Primeiro, o comediante citou o advogado Rudy Giuliani, elogiando-o por sua performance em Borat: Fita de Cinema Seguinte. Depois, Cohen ainda disse que Donald Trump contestou o resultado, referência à maneira como o ex-presidente reagiu ao perder as eleições de 2020 para o democrata Joe Biden.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.