Os melhores momentos do Globo de Ouro 2020

Créditos da imagem: Frederic J.Brown/AFP

Filmes

Lista

Os melhores momentos do Globo de Ouro 2020

Vitória de Joaquin Phoenix, irreverência de Phoebe Waller-Bridge e mais!

Julia Sabbaga e Mariana Canhisares
06.01.2020
01h35
Atualizada em
06.01.2020
02h19
Atualizada em 06.01.2020 às 02h19

Acompanhar as três horas de premiação do Globo de Ouro pode ser cansativo, mas todo ano alguns convidados roubam a cena e garantem, senão boas risadas, momentos realmente emocionantes. A edição 2020 não foi diferente. Confira a seguir os melhores momentos da noite do último domingo (5):

A acidez do monólogo de Ricky Gervais

O comediante Ricky Gervais assumiu o posto de apresentador do Globo de Ouro pela quinta vez e, como era de se esperar, o britânico não se inibiu e trouxe o tom ácido pelo qual é conhecido. “Essa é a última vez que comando o prêmio. Eu realmente não me importo”, disse, momentos antes de fazer piada com Cats, o domínio da Netflix, a leseira da premiação e comparar grandes corporações, como Apple e Disney, ao Estado Islâmico. Tal qual o Tom Hanks, muitos não sabiam se riam ou se ficavam chocados, mas é inegável que Gervais fez um ótimo trabalho - leia mais.

Discurso do diretor Bong Joon-ho

Frederic J.Brown/AFP

Tendo levado a Palma de Ouro em Cannes, não foi surpresa que Parasita tenha saído com o prêmio de Melhor Filme Estrangeiro do Globo de Ouro. Porém, o discurso de Bong Joon-ho certamente chamou a atenção. Falando em sul-coreano, o elogiado cineasta fez um apelo a Hollywood para se abrir mais para as produções fora dos Estados Unidos. “Quando vocês ultrapassarem apenas alguns centímetros da barreira das legendas, vocês descobrirão tantos filmes incríveis”, afirmou. Vai falar que ele não tem razão? - leia mais.

A homenagem à Ellen DeGeneres

Frederic J.Brown/AFP

O Globo de Ouro deu o prêmio Carol Burnett, que homenageia personalidades influentes no mundo da televisão, para a comediante Ellen DeGeneres. Passando por toda sua carreira em um vídeo de retrospectiva, a premiação passou por trabalhos marcantes da atriz, dando destaque ao momento em que ela assumiu sua homossexualidade durante a sua série, Ellen. DeGeneres então subiu ao palco para um discurso tanto comovente quanto bem-humorado, falando que não demoraria muito, mas relembrando sua trajetória desde o momento em que saiu da barriga da mãe. 

Phoebe Waller-Bridge agradecendo Obama

Frederic J.Brown/AFP

Phoebe Waller-Bridge pode subir ao palco duas vezes na noite do Globo de Ouro, vencendo tanto por Melhor Atriz quanto por Melhor Série de Comédia, por Fleabag. Ao levar o segundo prêmio, a atriz e roteirista aproveitou para agradecer o Presidente Barack Obama por ter colocado a produção entre suas séries favoritas do ano: “gostaria de agradecer Obama por ter nos colocado na sua lista. Como alguns de vocês devem saber, ele sempre esteve na minha”, disse a atriz, fazendo referência à uma cena bem específica da primeira temporada - entenda.

Olivia Colman sendo ela mesma

Frederic J.Brown/AFP

Olivia Colman levou o prêmio de Melhor Atriz em Série de Drama por The Crown, e como sempre faz, marcou a cerimônia com um discurso descontraído e muito “gente como a gente”. Ela declarou não saber o que dizer porque, já que não esperava o prêmio, bebeu um pouco demais, e gastou seu tempo no palco elogiando Fleabag e se emocionando com sua plateia de famosos. 

O carisma inquestionável de Tom Hanks

Kevin Winter/Getty Images North America/AFP

Tom Hanks foi o outro homenageado da noite, levando o prêmio Cecil B. deMille, e a montagem que mostrou sua carreira inteira já foi o suficiente para fazer fãs se emocionarem. Como se não bastasse, o ator fez um discurso falando sobre os outros atores brilhantes de Hollywood, se referindo aos que podem ser reconhecidos só pelo seu primeiro nome, como Meryl, Denzel, Charlize, Julia, Meg e por aí vai. 

A regata de Jason Momoa

Embora não estivesse concorrendo a nenhum prêmio, Jason Momoa certamente foi um dos nomes da noite. Para a surpresa de todos, o ator abandonou seu luxuoso blazer azul turquesa no meio da cerimônia e curtiu o restante do evento com sua regata preta. Se ele não protagonizou o melhor meme da noite - Tom Hanks e sua reação ao monólogo de Ricky Gervais é também um forte candidato -, ele certamente legitimou muitos homens que se dizem injustiçados pelo seu apreço às regatas.

O jeitão esquisito de Joaquin Phoenix

Amy Sussman/Getty Images/AFP

Não surpreendentemente, Joaquin Phoenix levou o prêmio de Melhor Ator por sua performance em Coringa, e seu discurso representou perfeitamente sua irreverente personalidade. Logo de cara, Phoenix disse que o prêmio não importa nada, e depois de agradecer o diretor Todd Phillips, o ator fez um apelo verdadeiro pelo meio ambiente, pedindo que atores “parem de pegar jets privados para Palm Springs”.