Séries e TV

Artigo

Game of Thrones | Será que Daenerys ficará louca?

Novo episódio deu pistas para o futuro da personagem

Camila Sousa
07.05.2019
20h00
Atualizada em
07.05.2019
19h46
Atualizada em 07.05.2019 às 19h46

O quarto episódio da temporada final de Game of Thrones teve um tema comum: o medo constante de que Daenerys “perca a cabeça” (sem piadinhas) e se torne a “rainha louca”. A série dá pistas disso quando Tormund diz que apenas “um louco ou rei” montariam em um dragão, e também quando Varys diz que está preocupado com o “estado de espírito” da rainha. Mas por qual motivo há esse medo tão grande?

Antes de tudo, é preciso entender que a história de Westeros sempre estabeleceu que os Targaryen tinham certa tendência a ficarem loucos com o passar dos anos. Isso aconteceu porque alguns membros da casa tiveram comportamentos estranhos, como Baelor I Targaryen, que costumava ter “visões” e morreu após fazer um grande jejum; Aerion Targaryen, que achava ser um dragão em forma humana e o próprio Aerys II, pai de Daenerys. Embora isso não seja abordado diretamente na série, nos livros alguns afirmam que tal loucura pode ser resultado da relação incestuosa da família ao longo de gerações, já que os Targaryen costumavam casar entre si. Uma das frases famosas sobre isso é do rei Jaehaerys II Targaryen, que disse: “quando um novo Targaryen nasce, os deuses jogam uma moeda ao ar e o mundo segura a respiração para ver de que lado cairá”, indicando que a sanidade dos membros da família acontece ao puro acaso.

Em relação à Daenerys, o caso é um pouco diferente porque ela nunca manifestou o que seria chamado de “loucura Targaryen”. Enquanto seu irmão Viserys era paranoico e cruel, Dany sempre tentou fazer justiça. Ela mudou os hábitos de parte dos Dothraki quando se casou com Khal Drogo, porque não aprovava o estupro de mulheres. Quando ficou viúva e desamparada, ela continuou dando forças para aqueles que a seguiram e, ao invés de ir direto para Westeros conquistar seu trono, ela ficou um grande período de tempo em Essos para se certificar de que o local não teria mais escravos. Com tantas atitudes altruístas, é triste imaginar que a personagem terá um destino tão cruel, mas esse é o caminho que parece ser seguido pela série.

Também é interessante relembrar a jornada de Aegon II, o pai de Daenerys. Ele se casou ainda muito jovem com sua irmã, Rhaella e, após uma grande tragédia, foi coroado rei – entenda tudo aqui. Assim como Daenerys, no começo Aerys não tinha traços de loucura. Tal característica foi surgindo aos poucos, principalmente quando Aerys ficou com ciúmes de Tywin Lannister, na época sua Mão do Rei. Neste episódio quatro da temporada final, Daenerys observa atentamente que Jon é adorado pelo povo e fica triste ao perceber que faz muito tempo que ela não é amada daquela forma.

A loucura de Aerys ficou completa quando ele foi sequestrado por meses, e isso o deixou paranóico e com medo de deixar a Fortaleza Vermelha. Já Daenerys tem enfrentado derrotas desde que chegou a Westeros: ela perdeu dois dragões; grande parte de seu exército e frota; Sor Jorah, que morreu a protegendo; e agora Missandei, morta cruelmente a mando de Cersei. Perder tanta força estando tão perto de conquistar seu objetivo pode ser um ponto decisivo na sanidade mental de Daenerys e resta saber como ela agirá no próximo episódio. O grande receio de todos é que, se perder o controle, a Mãe de Dragões poderá matar milhares de inocentes e até mesmo aqueles que estão ao seu lado - como aconteceu com Aerys.

Para muitos fãs, tal perspectiva é muito triste. Afinal, como dito anteriormente, Dany era a grande esperança de um reinado justo em Westeros e ver toda a jornada da personagem culminar em algo tão cruel seria um golpe duro. Seja como for, Game of Thrones sempre foi conhecida por não ter grandes finais felizes e tal mudança pode estar sendo preparada para a personagem desde a sétima temporada, com a morte do dragão Viserion.

A temporada final de Game of Thrones é transmitida aos domingos pela HBO, às 22h. Os novos episódios também são disponibilizados semanalmente no serviço de streaming HBO Go.