Guardiões da galáxia

Créditos da imagem: Marvel/Divulgação

Filmes

Notícia

Produção de Guardiões da Galáxia Vol.3 é paralisada por tempo indeterminado

Futuro do longa é incerto após a saída de James Gunn

Fábio de Souza Gomes
24.08.2018
18h49
Atualizada em
24.08.2018
19h45
Atualizada em 24.08.2018 às 19h45

A produção de Guardiões da Galáxia Vol. 3 foi paralisada por tempo indeterminado pela Disney e a Marvel, explica o THR. Segundo o site, até agora apenas um pequeno grupo estava trabalhando no longa preparando a pré-produção e, agora, os membros da equipe estão dispensados e livres para procurar um novo trabalho.

O projeto da Marvel contava com James Gunn na direção e deveria começar a fotografia principal entre janeiro e fevereiro. Contudo, Gunn foi demitido em julho após antigos e polêmicos tweets do diretor reaparecerem.

A Marvel e a Disney estariam buscando um novo diretor para a produção da franquia, que até o momento arrecadou mais de US$ 1,6 bilhão.

A decisão da Disney foi tomada após uma reunião entre Gunn e o presidente do estúdio, Alan Horn - leia mais.

O diretor foi dispensado do projeto há quase um mês, quando dezenas de tweets de Gunn de quase uma década atrás foram resgatados. Os posts faziam comentários ofensivos em tom de piada sobre assuntos delicados como pedofilia e estupro e foram trazidos à tona por membros da alt-right, o movimento conservador formado pelos supremacistas brancos norte-americanos. O estúdio agiu rapidamente e removeu Gunn da direção da terceira parte da franquia, acreditando que os comentários, apesar de antigos, eram inaceitáveis e não estavam de acordo com a imagem pública da Disney. Gunn se desculpou pelos comentários antigos, e, desde então, tem recebido apoio tanto de fãs quando de todo o elenco de Guardiões da Galáxia.