Chadwick Boseman em Pantera Negra

Créditos da imagem: Pantera Negra/Marvel Studios/Divulgação

Filmes

Notícia

Petição pede que estátua de Chadwick Boseman substitua monumento escravista

Residentes da cidade-natal do ator nos EUA querem honrar seu legado no lugar de estátua da Confederação

Arthur Eloi
02.09.2020
12h45
Atualizada em
02.09.2020
12h44
Atualizada em 02.09.2020 às 12h44

Residentes de Anderson, Carolina do Sul - cidade-natal de Chadwick Boseman nos Estados Unidos - estão fazendo uma petição pedindo que uma estátua do falecido ator do Pantera Negra substitua um monumento da Confederação.

O monumento em questão está localizado na frente do Tribunal da cidade, e traz homenagens aos soldados sulistas que lutaram pela Confederação na Guerra Civil norte-americana e ao general Robert E. Lee. Pela natureza escravista do monumento, a petição pede que a estátua seja levada para um museu, cedendo o espaço público para um monumento lembrando Boseman, que faleceu aos 43 anos de idade, vítima de um câncer no cólon - saiba mais.

O monumento da Confederação pertence à um museu, mas não tem direito à ser exibido em público. Acredito que a comunidade deve se unir para honrar alguém de Anderson, Carolina do Sul que conseguiu mudar a indústria cinematográfica”, afirma a petição. “[Chadwick Boseman] abriu muitas portas para jovens negros com seus papéis principais em filmes como Pantera Negra e Marshall. É apenas natural que sua cidade-natal honre seus feitos.

Prevendo polêmicas, visto o atual debate nos EUA e no mundo de destruir estátuas e monumentos escravistas, a descrição da petição tenta encontrar um meio termo. “Não motivo para controvérsias políticas nesta decisão. A estátua antiga não precisa ser destruída; de qualquer forma, pelas inscrições em sua base, já passou da hora dela ser aposentada. O Museu de Anderson deve ser lar permanente do monumento, que deve estar acompanhado de sua história e razões para a realocação. A história deve ser preservada, mas não deve honrar os ideais da Confederação.

O objetivo inicial da petição era conseguir 15 mil assinaturas, e foi alcançado rapidamente. Os organizadores então aumentaram a meta para 25 mil, que também foi batida sem problemas. Atualmente, a petição já conta com 35 mil assinaturas.

Boseman, que ficou conhecido por interpretar o rei de Wakanda, T'Challa, nos cinemas, morreu aos 43 anos, vítima de um câncer de cólon. Lançado em 2018, Pantera Negra, o filme, foi um dos maiores sucessos do estúdio Marvel, arrecadando mais de US$ 1,3 bilhão nas bilheterias.

Na pele de T'Challa, rei da nação fictícia de Wakanda, Boseman tornou-se símbolo do aumento da representatividade na cultura pop, popularizando gestos e expressões como "Wakanda Forever".