Roadside Attractions/Reprodução

Créditos da imagem: Roadside Attractions/Reprodução

Filmes

Notícia

Nicolas Cage pediu demissão de armeira de Rust em seu primeiro filme

Confusão envolvendo o ator vencedor do Oscar e armeira aconteceu nas filmagens do faroeste The Old Way

Flávio Pinto
28.10.2021
12h08
Atualizada em
28.10.2021
12h26
Atualizada em 28.10.2021 às 12h26

Hannah Gutierrez-Reed, armeira responsável do filme Rust, filme palco do incidente que tirou a vida da diretora de fotografia Halyna Hutchins, já havia se envolvido em uma polêmica em set com o astro Nicolas Cage. O conflito entre Gutierrez-Reed e Cage aconteceu durante as gravações de The Old Way, segundo o The Wrap.

Segundo a publicação, que conversou com um membro da equipe de The Old Way, foi relatado um surto de Cage no set após Hannah disparar três vezes seguidas uma arma — e sem aviso aos seus colegas. Stu Brumbaugh, maquinista chefe do faroeste estrelado por Cage, afirmou que, após os disparos, o ator vencedor do Oscar teria gritado: “Dê um aviso antes, você acabou de explodir o c****** dos meus tímpanos!”. 

Brumbaugh também contou que pediu a um assistente de direção para que Gutierrez-Reed fosse demitida ainda naquele mesmo dia por conta de sua inexperiência, decisão que teria sido apoiada por Cage.  “Falei com ele [o assistente de direção]: ‘ela precisa ser afastada’. Depois de uma segunda ocorrência similar à anterior [disparar sem dar avisos] fiquei mais furioso. (...) Ela era uma novata”, relatou. 

Vale ressaltar que o The Wrap também entrou em contato com um produtor de The Old Way, que disse não se lembrar de incidentes envolvendo a armeira. A profissional também foi contatada pela reportagem, mas não se pronunciou. 

Aos 24 anos, Gutierrez-Reed era a profissional responsável por administrar as armas usadas no filme do cineasta Joel Souza — que foi acidentado no ocorrido envolvendo o disparo de Alec Baldwin. Assim, caberia à profissional ter avisado a Baldwin que a arma usada por ele estava carregada.

Na última quinta-feira (21), uma arma real foi disparada por Baldwin durante as filmagens de uma cena para o filme Rust, no Novo México, matando a cineasta Halyna Hutchins e ferindo o diretor Souza.

Segundo o relato policial, não há dúvidas que a bala que atingiu e matou a diretora de fotografia Hutchins partiu da arma cenográfica usada por Baldwin. Ainda segundo as autoridades, o caso permanece sob "investigação aberta", mas ninguém foi preso e nenhuma queixa foi registrada.

Hutchins se formou no Instituto de Cinema Americano em 2015 e havia trabalhado em diversos curta-metragens antes de assumir uma posição em Archenemy (2020), com Joe Manganiello. Em 2019, ela foi considerada uma "estrela em ascensão" pela revista American Cinematographer.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.