Warner/Reprodução

Créditos da imagem: Warner/Reprodução

Filmes

Notícia

Will Smith volta a explicar por que recusou papel em Django Livre

“Eu não queria fazer um filme de escravidão sobre vingança”, revelou ator à revista GQ

Flávio Pinto
27.09.2021
11h44
Atualizada em
27.09.2021
12h22
Atualizada em 27.09.2021 às 12h22

A caminho do Oscar 2022, o astro Will Smith começou a fazer sua campanha pelo ouro. E hoje (27), em entrevista à revista GQ, Smith revelou, novamente, os motivos pelos quais recusou um papel em Django Livre, filme vencedor do careca dourado de Quentin Tarantino

Evitei fazer filmes sobre escravidão. Eu não queria mostrar os negros sob essa luz. Eu queria retratar a excelência negra. A primeira vez que considerei isso foi [Django Livre]. Mas eu não queria fazer um filme de escravidão sobre vingança”, contou ator à publicação.

Amplamente aclamado pelo papel na cinebiografia do tenista Richard WilliamsKing Richard: Criando Campeãs, o ator é tido por especialistas como o atual favorito na categoria de melhor ator. 

Além de Smith, King Richard: Criando Campeãs também terá no elenco Saniyya Sidney e Demi Singleton como as duas atletas, Aunjanue Ellis como a mãe das protagonistas, Jon Bernthal como treinador e Liev Schreiber como o técnico. O filme será produzido por Smith, Tim White Trevor Write (Ingrid Goes West). Já o roteiro é de Zach Baylin e a direção de Reinaldo Marcus Green (Monsters and Men).

King Richard: Criando Campeãs tem data de estreia prevista para 19 de novembro nos cinemas e na HBO Max dos Estados Unidos. No Brasil, a trama será lançada em dezembro.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.