Cena de Cats

Créditos da imagem: Divulgação

Filmes

Notícia

Cats foi tão ruim que autor do musical, Andrew Lloyd Webber, comprou um cachorro

Compositor afirmou que filme dirigido por Tom Hooper foi "errado para além da métrica"

Eduardo Pereira
06.10.2021
21h57

O compositor e produtor musical britânico Andrew Lloyd Webber, criador do espetáculo Cats, confessou em entrevista à Variety que ficou tão horrorizado com a adaptação cinematográfica de 2019 que comprou um cachorro pouco depois de vê-la. Dirigida por Tom Hooper (Les Misérables), a produção foi um dos maiores fracassos comerciais e de crítica em seu ano de lançamento.

"Cats foi errado para além da métrica", afirmou Webber. "Não houve qualquer compreensão do porquê da música funcionar. Eu vi e pensei: 'Meu Deus, não'. Foi a primeira vez em meus 70 e poucos anos neste planeta em que eu fui e comprei um cachorro. Então a coisa boa que saiu disso foi meu filhotinho havanês", brincou.

Segundo o compositor, o cachorro foi sua companhia durante o isolamento por conta da pandemia da covid-19, na Inglaterra. Ele se apegou tanto ao animal que o trouxe com ele para Nova York. "Eu escrevi às autoridades alfandegarias dizendo que precisava dele comigo sempre pois sou ferido emocionalmente e preciso do meu cachorro terapêutico", explicou. "Disse: 'Vocês viram o que Hollywood fez ao meu musical, Cats?', então a aprovação veio dispensando receita médica", ironizou.

Cats narra a história de um grupo de gatos chamado Jellicles e se passa na noite em que eles decidem qual deles deve ir para um lugar melhor. Criado por Webber, o musical passou 18 anos em cartaz na Broadway.

A adaptação para os cinemas foi um fracasso comercial, com pouco mais de US$ 73 milhões nas bilheterias mundiais, além de ter sido massacrado pela crítica - com 19% de aprovação no Rotten Tomatoes.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.