Zack Snyder detalha saída de Liga da Justiça e como voltou ao Snyder Cut

Créditos da imagem: Alfredo Estrella/AFP

Filmes

Notícia

Zack Snyder detalha saída de Liga da Justiça e como voltou ao Snyder Cut

Filme chega ao país em 18 de março

A cozinha
22.02.2021
17h32
Atualizada em
25.02.2021
19h56
Atualizada em 25.02.2021 às 19h56

Anos após deixar o filme da Liga da Justiça alegando a morte da sua filha Autumn Snyder como principal razão, Zack Snyder revelou à Vanity Fair que o que motivou sua saída foram anos de atrito com a Warner Bros.

Os primeiros conflitos começaram após a recepção mista de Batman vs Superman, em 2016. Preocupado com a reação polarizada do público, o então chefe da Warner Kevin Tsujihara exigiu que o chefe criativo da DC Entertainment Geoff Johns, ou o chefe de produções do estúdio Jon Berg deveriam acompanhar as filmagens no set.

Ainda que a dupla estivesse lá “de babá”, segundo as palavras do Snyder, o diretor disse que essa vigilância não o incomodou muito. “Eles não eram ameaçadores. Simplesmente senti que as ideias que eles tinham, em que estavam tentando adicionar humor e coisas assim, não eram nada muito afrontoso”. Berg, por sua vez, afirmou que não amou esse período, mas que foi respeitoso com o diretor enquanto buscava um meio-termo. “Meu trabalho era tentar mediar um criador, cuja visão é instintivamente sombria, e um estúdio que achava, de forma certa ou errada, que os fãs queriam algo mais leve”.

Os problemas se agravaram em janeiro de 2017, quando Snyder mostrou seu primeiro corte para Kevin Tsujihara. O executivo citou alguns dos problemas da versão, sendo um deles a duração do filme, que deveria ter no máximo duas horas. Além de cortar muitas das partes leves do filme, essa ordem impactou diretamente o ritmo planejado pelo diretor. “Como eu conseguiria apresentar seis personagem e um alienígena com potencial para dominação mundial em duas horas? Quer dizer, eu posso fazer, pode ser feito. Claramente foi feito, mas eu não via como”.

De acordo com a reportagem, foi nesse momento em que Joss Whedon foi adicionado ao projeto. Diretor e roteirista de Os Vingadores, o cineasta foi contratado inicialmente para reescrever trechos de Liga da Justiça na época em que ainda trabalhava no já cancelado filme da Batgirl. Aos poucos, Whedon foi recebendo mais poder, chegando a regravar algumas cenas antes mesmo de Snyder se afastar do projeto.

Após anos lutando para manter sua visão, Zack e a esposa Deborah Snyder (que atuava como produtora) resolveram deixar o filme. “Nós simplesmente perdemos a vontade de lutar em muitos sentidos. Todos nós, a família toda, estávamos tão quebrados que ter essas conversas no meio daquilo realmente se tornou… Eu estava meio ‘sério?’. Francamente acho que fizemos a coisa certa, porque acho que ou ficaríamos incrivelmente briguentos, ou apenas desistiriamos”.

A matéria revela também que o diretor nunca assistiu à versão de Joss Whedon do longa. Ele foi aconselhado por sua esposa e Christopher Nolan, ambos produtores executivos de Liga da Justiça. “Eles apenas disseram ‘você nunca pode ver esse filme’”, relembrou Zack Snyder. “Porque eu sabia que quebraria seu coração”, explica Deborah.

A versão de Joss Whedon não foi um sucesso nem mesmo dentro da Warner. Um executivo do estúdio que pediu anonimato à Vanity Fair deixou a insatisfação bem clara. “Quando vimos o que Joss realmente fez, foi assombroso. O ladrão no telhado - tão bobo e horrível. A família russa - tão inútil e sem sentido. Todo mundo sabia disso. Foi muito estranho, porque ninguém queria admitir o pedaço de m**** que isso era.”

Depois de se afastar de Liga da Justiça, Zack Snyder só pôde retornar ao projeto em novembro de 2019, quando o chefe da Warner Toby Emmerich ofereceu ao cineasta uma nova tentativa, que só foi logística e financeiramente possível por conta do streaming HBO Max. Snyder relembra, entretanto, que a Warner queria lançar a versão crua que ele havia preparado para as primeiras exibições, o que ele negou. Após negociações com o estúdio, o diretor recebeu carta branca para concluir sua ideia com a adição de novas cenas e um melhor tratamento de efeitos especiais.

Por fim, Zack Snyder revelou que Autumn é a razão para que ele tenha voltado e concluído Liga da Justiça. Para retribuir a força que a filha deu, o filme encerra com os dizeres ‘Para Autumn’ com a canção “Hallelujah”, de Leonard Cohen, tocando ao fundo. Presente no primeiro trailer do filme, essa era a canção favorita de Autumn e será interpretada pela amiga Allison Crowe - que a cantou no funeral da jovem.

O Snyder Cut de Liga da Justiça foi uma reivindicação dos fãs, que continuaram pedindo pela versão original do longa depois que Snyder deixou o projeto. O diretor confirmou anteriormente que a produção será um filme com 4h de duração - não uma minissérie - e que não terá cenas pós-créditos.

Zack Snyder’s Justice League está programado para chegar à HBO Max em 18 de março. Em suas redes sociais, Snyder revelou que seu corte do filme chegará no mesmo dia aos países que ainda não têm acesso ao serviço.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.