Cartaz de Esquadrão Suicida

Créditos da imagem: Warner Bros/Divulgação

Filmes

Notícia

Esquadrão Suicida | Diretor diz que nova versão seria fácil de finalizar

David Ayer insiste em novo corte do seu filme de vilões da DC

Julia Sabbaga
26.05.2020
09h36

Novamente insistindo na sua versão de Esquadrão Suicida, David Ayer comentou no Twitter sobre a possibilidade de lançamento de um corte de diretor do filme de vilões da DC, alegando que seu filme seria fácil de lançar. O diretor, que já se pronunciou nas redes sobre isso, se animou desde que a Warner anunciou o lançamento do Snyder Cut, versão de Zack Snyder de Liga da Justiça no HBO Max.

O novo comentário de Ayer veio em resposta a um questionamento do jornalista da Collider, Steven Weintraub, que defendeu a disponibilização de um novo corte também na plataforma de streaming. Em resposta, o diretor explicou que seu longa foi totalmente editado fora de seu controle:

"Esta é uma ótima pergunta. Meu corte seria fácil de completar. Seria incrivelmente catártico para mim. É exaustivo trabalhar tanto em um filme que teve o tratamento de Edward Mãos de Tesoura. O filme que eu fiz nunca foi feito". 

Anteriormente, o diretor já havia dito que a sua versão de Esquadrão Suicida está completo, com exceção dos efeitos especiais. 

Desde o lançamento do filme em 2016, o diretor comenta das várias coisas que ficaram de fora da tão-criticada versão teatral. Seu corte supostamente teria muito mais cenas com o Coringa de Jared Leto, além de mais destaque para a vilã Magia (Cara DeLevingne).

Esquadrão Suicida também passou por problemas em sua produção, com refilmagens que mudaram a ideia original de Ayer e várias cenas excluídas, especialmente do Coringa de Leto. Na última semana, a empresa AT&T, dona da Time Warner, não descartou a possibilidade do lançamento, respondendo a um fã nas redes sociais que só era necessário um pouco de magia. Lançado em 2016, Esquadrão Suicida fez US$746 milhões na bilheteria mundial.

O próximo filme da franquia, dirigido por James Gunn, usará alguns dos mesmos personagens, mas não terá tantas conexões com a trama. O longa deve se inspirar nas HQs do grupo na década de 1980, escritas por Jon Ostrander e Kim Yale. A estreia é prevista para 6 de agosto de 2021.