Aquaman and The Lost Kingdom será inspirado em terror italiano dos anos 1960

Créditos da imagem: Warner Bros./Divulgação

Filmes

Notícia

Aquaman and The Lost Kingdom será inspirado em terror italiano dos anos 1960

Diretor James Wan explicou inspiração em Planeta dos Vampiros, clássico cult de Mario Bava

Eduardo Pereira
18.08.2021
19h11
Atualizada em
05.09.2021
13h54
Atualizada em 05.09.2021 às 13h54

O diretor James Wan afirmou em entrevista ao Total Film que seu novo filme da DC, Aquaman and The Lost Kingdom, será "pesadamente inspirado" em um clássico do horror italiano dos anos 1960: Planeta dos Vampiros. Dirigido por Mario Bava e lançado em 1965, o filme mistura terror e ficção científica em uma trama de descoberta de novos mundos e perigos. "Você pode tirar o garoto do horror, mas não o horror do garoto", brincou Wan.

Wan, que conseguiu incluir um pouco de sua estética de horror (famosa pelas franquias Invocação do Mal e Sobrenaturalno primeiro Aquaman (2018), durante o mergulho do herói-título e de Mera (Amber Heard) na escuridão do reino da Trincheira, explicou que agora terá mais liberdade para empregar o gênero em uma história do personagem.

"O primeiro filme surpreendeu muita gente, certo? E isso foi porque eles não eram familiarizados com os quadrinhos, que lidam com esse sinistro e estranho novo mundo. As pessoas ficaram surpresas que eu não joguei tudo isso lá dentro e fiz um filme sombrio e pesado, mas eu senti que não seria o certo para a história naquele momento. Então, com o segundo filme, acho que será mais fácil que o público aceite para onde estamos indo, pois já estabeleci os alicerces", disse Wan.

Além de trazer Jason Momoa de volta como o herói-título, Aquaman and the Lost Kingdom deve contar com o retorno de Patrick Wilson (Invocação do Mal), como Mestre dos Oceanos, Amber Heard (Liga da Justiça), como Mera, além de Yahya Abdul-Matteen II (Watchmen), como o vingativo vilão Arraia Negra. James Wan retoma a direção e produz ao lado de Peter Safran, enquanto David Leslie Johnson-McGoldrick, que co-escreveu o filme original, foi encarregado de desenvolver também o roteiro da sequência.

O título da continuação, unido a algumas pistas já dadas por Wan, pode dar um pouco mais de contexto para a trama do longa, que possivelmente fará referência a uma HQ de 1960. A nova produção tem estreia marcada para 16 de dezembro de 2022. O primeiro filme, de 2018, alcançou a marca de US$1,13 bilhão na bilheteria mundial e, com isso, chegou ao 20º lugar no ranking de maiores bilheterias de todos os tempos.

 

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.