Séries e TV

Lista

Bentô | 5 animes da Netflix que merecem uma chance

Listamos as produções do streaming que valem a pena

A cozinha
17.03.2021
14h56

A Netflix tem diversos animes disponíveis, e os mais famosos costumam ser a primeira escolha do público ao entrar na plataforma. Porém, para quem já assistiu aos grandes nomes e quer novas recomendações, o Bentô de hoje traz 5 animes do streaming que vale muito a pena conhecer. Confira abaixo e no vídeo acima.

CANNON BUSTERS

Divulgação

Cannon Busters é uma adaptação do quadrinho de LeSean Thomas, publicado em 2005 e, posteriormente, continuado como uma light novel, que ganhou o reboot em anime em 2019.

O anime acompanha Philly the kid, um infame fugitivo com a cabeça à prêmio, que se une à android S.A.M e a um robô de manutenção para encontrar um príncipe desaparecido.

A história mistura velho oeste com mecha, com o melhor de Cowboy Bebop e Gurren Lagann e, inclusive, dá pra perceber várias dessas referências que o autor tirou de animes conhecidos.

O autor LeSean Thomas chegou a trabalhar como criador, supervisor de arte e diretor em vários projetos, como o filme Children of Ether e Avatar, a Lenda de Korra. Ele também será o diretor do anime Yasuke que tem lançamento previsto pra esse ano.

Todos os trabalhos de Thomas têm claramente uma influência da sua vivência como um homem negro, e ele traz essas pautas com uma representatividade positiva, principalmente na criação de personagens, coisa que faltava nos animes num geral e que agora, com pluralidade das equipes de produção e audiência mais global, se mostra cada vez mais necessário.

A animação de Cannon Busters é muito bonita, o design de personagem entrega essa proposta de diversidade, e mesmo com uma história que não sai do que a gente já consumiu em outras obras, são esses personagens que transformam a experiência de assistir esse anime em algo novo e incrível!

BNA

Divulgação

BNA é um anime produzido pelo estúdio Trigger e lançado em março de 2020. Ele conta a história de um mundo em que animais humanóides chamados Ferais coexistem com humanos, mas não tão pacificamente assim.

A história é centrada em Michiru Kagemori, uma adolescente que começa a se transformar em um tanuki, uma espécie de texugo, e precisa fugir porque passa a ser perseguida pelos humanos.

Ela busca refúgio em Animália, uma cidade construída para que esses seres vivam em paz, e lá conhece um lobo chamado Shirou Ogami, que está interessado em descobrir mais sobre esse tipo de transformação, que pode ser o motivo de toda essa discórdia entre ferais e humanos.

A obra é muito bem animada, tem um design e estilo próprios e, apesar de ter um clima bem divertido, trata de questões bem mais complexas nesse debate de raças, história e preconceitos.

Não é a toa que o anime foi um dos destaques do ano de 2020, sendo indicado em premiações como o Anime Awards Brasil, em que concorreu como Melhor Animação, e no Crunchyroll Anime Awards, como Melhor Design de Personagem.

A trama se assemelha em vários pontos com Beastars então, se você já curtiu um pode acabar curtindo o outro, que também está no catálogo da Netflix.

SIRIUS THE JAEGER

Divulgação

Sirius the Jaeger é um anime original lançado na temporada de verão de 2018, que passou batido pela maioria dos otakus.

O anime se passa em Tóquio, em 1930, e conta a historia dos Jaegers, caçadores de vampiros contratados para encontrar um grupo de criaturas que tão tocando o terror por lá. No meio desse grupo de caçadores que querem eliminar os sugadores de sangue da face da terra, há o jovem Yuriy, um lobisomem que teve sua família dizimada pelos vampiros.

Sirius Jaeger é bem animado, tem dinâmicas divertidas entre os personagens e momentos interessantes de tensão.

Para quem curte Hellsing e está ansioso depois que o live-action foi anunciado, essa é uma produção que pode entrar pra lista e te ajudar a esperar. E se você gosta de vampiros e ainda não viu Hellsing, o anime também está disponível na Netflix.

ZANKYOU NO TERROR

Divulgação

Zankyou no Terror é um anime de ação e suspense, de 2014, produzido pelo estúdio MAPPA e idealizado por Shinichiro Watanabe, muito conhecido por Cowboy Bebop e Samurai Champloo.

Essa obra original se passa numa versão alternativa do nosso presente, e conta a história de dois garotos órfãos, chamados Nove e Doze, que estão decididos a deixar uma marca no mundo com uma série de ataques terroristas muito bem elaborados.

O anime começa com Tóquio sendo dizimada por uma explosão, e a única dica para descobrir os culpados é um vídeo bizarro que os garotos postaram, deixando a polícia completamente impotente nos esforços de controlar a paranoia da população sobre esses ataques.

O cerco aos dois jovens vai apertando quando a polícia entra em contato com um famoso detetive especialista em terrorismo que quer colocar fim nos planos da dupla.

Zankyou no Terror tem uma premissa relativamente simples, mas com personagens carismáticos, arte impecável e a trilha sonora de Yoko Kanno, que também foi responsável pelas trilhas incríveis de Cowboy Bebop e Wolf’s Rain, ele é um dos destaques do streaming.

ASSIM FALAVA KISHIBE ROHAN

Divulgação

Jojo's Bizarre Adventure é um sucesso absurdo que mistura lutas, personagens extremamente carismáticos, situações fora do normal e muitas referências musicais. 

Um dos personagens de Jojo é o Kishibe Rohan, que aparece na parte 4 do mangá, Diamond is Unbreakable, e anos mais tarde ganhou seu próprio derivad, escrito e desenhado pelo mesmo autor de JoJo, Hirohiko Araki.

Assim Falava Kishibe Rohan, é um derivado do universo Jojo e acompanha o Rohan, um famoso mangaká, com uma vida que gira em torno desse ofício, fazendo com que ele sempre viaje pelo mundo em busca de inspiração e realismo pras suas obras.

O anime estreou recentemente na Netflix, com 4 episódios e, em cada um deles, o protagonista conta uma história absurda que passou, misturando o horror com comédia de um jeito único, que só o Araki é capaz de fazer.

A premissa lembra muito a proposta do Yamishibai, que mencionamos no vídeo de lendas urbanas, com histórias de horror e maldições, só que com toda a bizarrice que Jojo pode oferecer.

Além da adaptação desse derivado em anime, a obra também recebeu uma adaptação em live-action no fim de 2020, que ganhou o prêmio Galaxy Award na categoria de televisão pela qualidade de reprodução da arte icônica original.

Jojo’s Bizarre Adventure também está previsto para entrar no catálogo da Netflix em breve, e o mangá de Assim falava Kishibe Rohan também está disponível aqui no Brasil, pela editora Pipoca e Nanquim.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.