Séries e TV

Lista

Bentô especial #1 | Manual para entender os animes

Nesta primeira edição, explicamos as divisões entre as obras

A cozinha
13.05.2020
13h00
Atualizada em
13.05.2020
13h22
Atualizada em 13.05.2020 às 13h22

Você sabe o que significa quando um anime/mangá é chamado de Shonen? Ou de Shoujo? Na primeira edição do Bentô especial explicamos o que são as demografias, ou seja, as divisões criadas por selos de publicação para "setorizar" suas obras, especialmente em relação ao público-alvo.

Ou seja, tais divisões são diferentes de gênero. É possível existir o um shonen de ação, por exemplo, já que a classificação "shonen" serve para a segmentação de público e "ação" entra como o gênero. Há sim alguns gêneros específicos de animes, mas vamos falar disso no próximo Bentô.

Por enquanto, confira abaixo e acima as principais classificações:

Shonen

Foto de Dragon Ball Z
Dragon Ball Z/Divulgação

O Shonens são direcionados especialmente para um público masculino e adolescente. Suas histórias tendem a ter protagonistas jovens, que geram maior identificação, e que estão em busca de algum objetivo grande. O Shonen mostra uma progressão de poder, vários obstáculos e tramas menos complicadas.

Entre os exemplos estão: Dragon Ball, Naruto, One Piece, Os Cavaleiros do Zodíaco, My Hero Academia, YuYu Hakusho, Fullmetal Alchemist.

Shoujo

Foto de Fruits Basket
Fruits Basket/Divulgação

Já o Shoujo é voltado para um público adolescente feminino. As temáticas geralmente mostram romances e relações entre um grupo de personagens. Um dos subgêneros mais populares do Shoujo é o Maho-shoujo, que inclui animações como Sakura, Sailor Moon, Madoka Magika, entre outros.

Entre os exemplos de Shoujo estão: Fruits Basket, Kaguya-Sama Love is War, etc.

Seinen

Foto de Evangelion
Evangelion/Divulgação

O Seinen, por sua vez, tem foco no público adulto masculino. Aqui as temáticas são mais pesadas e explícitas e não recomendadas para o público infantil, seja por violência ou conotação sexual.

Entre os exemplos estão: Devilman Crybaby, One Punch Man, Evangelion, Berserk, Death Note, entre outros.

Josei

Foto de Chihayafuru
Chihayafuru/Divulgação

O Josei é focado o público adulto feminino. Tais obras focam no dia a dia da vida de alguma personagem feminina, ou têm temáticas ligadas à problemas da fase adulta, como relacionamento e carreira profissional.

Entre os exemplos há Chihayafuru, Paradise Kiss, Kare Kano, Honey and Clover, Nodame Cantabile.

Kodomo

Foto de Hamtaro
Hamtaro/Divulgação

O público-alvo dos Kodomos é o infantil. Geralmente é uma obra de aventura com bons momentos de humor, mas que não colocam os personagems em um perigo real. Outra característica dos Kodomos é um universo novo e com vários personagens.

Exemplos: Hamtaro, Doraemon, Hello Kitty, etc.