Daisy Ridley e Adam Driver em Star Wars: A Ascensão Skywalker

Créditos da imagem: Star Wars: A Ascensão Skywalker/Lucasfilm/Reprodução

Filmes

Artigo

Rivalidade entre Rey e Kylo Ren mudou em Ascensão Skywalker, diz Daisy Ridley

Atriz fala sobre complexa relação entre os protagonistas e revela os bastidores da gravação de uma batalha épica entre eles

Mariana Canhisares
04.12.2019
15h00
Atualizada em
02.12.2019
16h06
Atualizada em 02.12.2019 às 16h06

Se Os Últimos Jedi deixou algo claro é que há uma conexão entre Rey e Kylo Ren. É verdade que a aproximação e a consequente empatia entre os personagens foi intermediada pelo Líder Supremo Snoke e seus interesses escusos. No entanto, ao que tudo indica, essa complexa relação entre adversários não deve ser quebrada em Star Wars: A Ascensão Skywalker. “A rivalidade ainda está lá, mas acredito que mudou um pouco nesse filme”, afirmou Daisy Ridley em um evento em Los Angeles que contou com a presença do Omelete. “[Mas] o que foi feito não pode ser desfeito”.

No último capítulo da saga iniciada em 1977, o diretor J.J. Abrams volta a explorar esse complexo laço entre os dois, novamente em lados opostos da guerra. “O que ele [J.J. Abrams] e Chris [Terrio, roteirista ao lado de Abrams] fizeram é satisfatório em tantos níveis que você consegue entender o que está por trás disso”, garantiu, empolgada, a intérprete da heroína saída de Jakku. “Quanto ao lado emocional, vocês sabem, [a história] pode tomar rumos bons ou ruins”.

Parte da animação da atriz se deve a uma grande batalha épica entre Rey e Kylo, revelada pela primeira vez no trailer especial da D23. Relembre:

Para atingir esse resultado impactante, foi quase uma semana de filmagens em um clima nada convidativo. “Estávamos na Inglaterra. O dia começou bem ameno e, então, ficou absolutamente congelante ao ponto das pessoas vestirem roupas de inverno pesadas. Enquanto isso, eu estava com as pernas descobertas, vestindo uma camiseta. Prometi a mim mesma que não reclamaria. Estou falando agora porque quero mostrar como fui corajosa [risos] - mas é verdade”.

A atriz pode até ter feito piada sobre sua determinação, mas fato é que ela fez praticamente toda a coreografia da luta. “Teve um momento que eu poderia quebrar meu tornozelo, então não pude fazê-lo. Mas eu fiz todo o resto”, contou orgulhosa.

O embate emocionante, assim como que fim terá a estranha relação entre Rey e Kylo Ren será revelada apenas em 19 de dezembro com a estreia de Star Wars: A Ascensão Skywalker. Antes disso, porém, Daisy Ridley, John Boyega, Oscar Isaac, o diretor J.J. Abrams e a presidente da Lucasfilm Kathleen Kennedy participarão de um painel especial na CCXP19, onde darão novos detalhes sobre o filme.