Watchmen | Entenda a ligação entre Laurie Blake, Coruja e o Diário de Rorschach

Créditos da imagem: Reprodução/HBO

Séries e TV

Notícia

Watchmen | Entenda a ligação entre Laurie Blake, Coruja e o Diário de Rorschach

Site revela como o conteúdo do diário foi publicado e prisão dos vigilantes

Gabriel Avila
19.11.2019
19h01

Ambientada mais de 30 anos após a conclusão da HQ, a série de Watchmen lida com as consequências do enredo original. Um dos maiores ganchos deixados pelo quadrinho de Alan Moore e Dave Gibbons é o destino do Diário de Rorschach. O caderno é um registro das descobertas do vigilante a respeito do assassinato do Comediante que acabou revelando o terrível plano de Adrian Veidt, o Ozymandias para encerrar a Guerra Fria com um falso ataque de um monstro alienígena que matou milhares de pessoas inocentes. A publicação foi enviada pelo próprio Rorschach para o jornal The New Frontiersman, mas a história acaba no momento em que o veículo recebe o documento, deixando em aberto sua publicação - e os efeitos dela. Embora o próprio seriado já tenha revelado que o diário veio a público, seus detalhes foram revelados através da Peteypedia, site oficial lançado pela HBO que funciona como uma espécie de compêndio para a produção. Segundo a publicação, a revelação do diário está diretamente ligada à prisão de Espectral e Coruja, acontecida dez anos após o fim do quadrinho.

De acordo com um documento revelado pelo site, o The New Frontiersman começou a publicar trechos dos Diários em março de 1986, meses após o ataque do “monstro alienígena”. Entretanto, por conta da péssima reputação do jornal, a publicação foi considerada pelo público como entretenimento barato que buscava lucrar com a paranoia causada pela queda do monstro, especialmente porque o veículo era conhecido por ser inclinado a teorias da conspiração. O fato de que Walter Kovacs, a identidade civil de Rorschach, foi diagnosticado insano também descredibilizou a publicação. Ao ser questionado sobre as acusações de seu ex-companheiro de combate ao crime, Veidt riu e descreveu o conteúdo como “rasuras da realidade”. Aos poucos os diários foram caindo no esquecimento, mas a cultura a respeito dos vigilantes mascarados voltou a ter grande destaque após a prisão de Laurie Blake e Dan Dreiberg. Enquanto ele seguiu como o Coruja, sua esposa passou a se chamar Comediante em homenagem ao seu pai, O casal foi preso por violar o Ato Keene - lei que proíbe mascarados - em 1995, o que resultou na prisão de Dreiberg e um acordo que obrigou Blake a trabalhar para o FBI em uma força-tarefa anti-vigilantes.

Buscando capitalizar na nova onda dos mascarados, o New Frontiersman publicou o Diário de Rorschach na íntegra, expondo a investigação, a conspiração e especialmente seu discurso completamente reacionário. O livro se tornou best-seller, e apesar de seguir desacreditada pelo grande público, serviu de inspiração para a criação da Sétima Kavalaria. O grupo supremacista branco não só acreditou que o ataque alienígena foi obra de Adrian Veidt, como também se identificou com a retórica discriminatória e odiosa do vigilante, inspirando-os a vestir um capuz branco com manchas pretas em seus atos terroristas. Considerando seus ideais e seu sumiço para o público geral - que não tem conhecimento de que Rorschach foi assassinado pelo Doutor Manhattan -, ele se tornou um ícone para o grupo.

No terceiro episódio série, o senador Joe Keene Jr. (James Wolk) tenta convencer Laurie Blake (Jean Smart) a investigar o assassinato do xerife Judd Crawford (Don Johnson) afirmando que no futuro, caso se torne presidente, pode conceder perdão para qualquer pessoa, a ponto de “tirar sua Coruja da gaiola”, revelando que Dreiberg segue preso. A Sétima Kavalaria por sua vez causou a Noite Branca, um ataque simultâneo a casas de policiais que criou uma condição especial que permitiu a atuação de vigilantes mascarados em Tulsa, invalidando o Ato Keene no local.

Damon Lindelof, de Lost e The Leftovers, é criador e showrunner de Watchmen, série que continua a HQ de Alan Moore e Dave Gibbons. Leia a sinopse do seriado: "situada em uma realidade alternativa onde super-heróis são tratados como bandidos, Watchmen abraça a nostalgia da graphic novel original inovadora e segue em busca de abrir novos caminhos próprios".

No Brasil, Watchmen é transmitida aos domingos pela HBO, às 23h. Os episódios também ficam disponíveis no streaming HBO Go.