TV paga brasileira perde mais de 1,2 milhão de assinantes em um ano

Créditos da imagem: Divulgação

Séries e TV

Notícia

TV paga brasileira perde mais de 1,2 milhão de assinantes em um ano

Números da Anatel mostram que cenário do serviço no país voltou a ser mesmo de 2012

Eduardo Pereira
05.07.2021
15h27

Pela primeira vez desde abril de 2012, a TV paga brasileira registrou menos de 14 milhões de clientes ativos, segundo dados de maio deste ano disponibilizados pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). A marca negativa é a culminação da perda de 1,27 milhão de contratos ativos no período de um ano, entre maio de 2020 e maio de 2021.

Em abril de 2012, quando a TV paga registrava franca ascensão na adesão do consumidor, o Brasil detinha 13.959.439 clientes. Hoje, nove anos depois, o número é quase o mesmo: 13.993.799. E a análise dos dados disponibilizados pela Anatel em seu site indica que a queda pode continuar pelos próximos meses do ano.

Com pico em novembro de 2014, com a TV paga brasileira somando 19,8 milhões de assinantes, o serviço entrou em queda franca a partir de junho de 2018, quando a Anatel mapeou 18 milhões de contas ativas no país. A partir da data, a única alta registrada aconteceu nos meses de abril e maio de 2020, no auge da quarentena por conta da pandemia da covid-19, quando o número subiu de 15,2 milhões para 15,3 milhões.

De junho de 2020, quando os números retomaram o movimento de queda totalizando mais uma vez 15,2 milhões, até hoje, 1.207.013 desistiram do serviço de TV paga. Para ilustrar ainda melhor o declínio na adesão, o país registrou, em maio deste ano, 29,5% menos clientes que em novembro de 2014. Entre janeiro e maio de 2021, foram mais de 665 mil contratos cancelados.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.