Stranger Things

Créditos da imagem: Netflix/Divulgação

Séries e TV

Artigo

Stranger Things e Netflix transformam São Paulo no Mundo Invertido

Fãs puderam entrar no mundo da série antes de assistir a estreia da quarta temporada

Omelete
3 min de leitura
Nico Garófalo
26.05.2022, às 09H03

A expectativa para a chegada da quarta temporada de Stranger Things não poderia ser maior. Após três anos, fãs da série da Netflix se juntaram nesta quarta-feira (25) no Auditório Ibirapuera, em São Paulo, para ter um pequeno gostinho de Hawkins e do Mundo Invertido em um evento especial que contou com cenários e figurinos da produção, além de uma exibição especial do primeiro episódio do novo ano.

Já na entrada do Auditório, era possível sentir a animação dos fãs com a proximidade da quarta temporada. Trajados com roupas licenciadas e cosplays, os espectadores formaram filas enormes para tirar fotos no quarto de Dustin (Gaten Mattarazzo) e no bosque de Hawkins, recriados nos mínimos detalhes pela organização do evento. Assim como a própria Stranger Things, a pré-estreia celebrou a era de ouro dos fliperamas, disponibilizando quatro máquinas para que os presentes se divertissem entre um hit oitentista e outro. Para alimentar ainda mais a expectativa dos fãs, o evento recriou ainda o clima de tensão e suspense que permeia a série, apagando esporadicamente as luzes ao mesmo tempo em que o DJ subia o som da icônica música-tema da produção.

Caso ainda houvesse dúvida, o evento provou de vez que, apesar de ser uma série teen, Stranger Things é amada por pessoas de todas as idades. Millenials, zoomers e gen x-ers se misturaram nas filas, conversando sobre as expectativas para o novo ano, já definido pelo elenco como o mais assustador da série.

Pré-estreia com clima de estádio

Longe de seus personagens mais queridos desde 2019, já era de se esperar que os fãs de Stranger Things mostrassem grande empolgação quando finalmente retornassem a Hawkins. O clima na sala do Auditório era de pura festa, com os presentes fazendo um barulho comparável ao de grandes eventos esportivos.

Cada vez que Eleven (Millie Bobby Brown), Mike (Finn Wolfhard) ou mesmo Murray (Brett Gelman) apareciam em tela, o público vibrava como se comemorasse um gol em final de Copa do Mundo. Essa reação apaixonada, inclusive, apenas acrescentou à experiência do primeiro episódio, dando ao jogo de basquete do colegial de Hawkins e à campanha de D&D do Hellfire Club uma atmosfera épica que dificilmente seria reproduzida em casa.

E, assim como é nos grandes estádios, o clima após o fim do primeiro capítulo foi de êxtase, satisfação e, é claro, ansiedade pelo restante da temporada, que só será disponibilizada em 27 de maio. Completamente absorvido pelos eventos, o público deixou a exibição discutindo os mínimos detalhes do episódio e já elaborando teorias sobre o que pode estar por vir nos próximos capítulos do quarto ano.

Em meio a toda a expectativa e anseio pelo retorno da série, é mais do que justo dizer que o sentimento que prevaleceu na noite desta quarta foi o alívio de saber que Stranger Things, enfim, está de volta e mais apaixonante do que nunca.

Conteúdo Patrocinado

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.