Séries e TV

Lista

Smallville | Relembre o caso do culto sexual envolvendo Allison Mack

Intérprete de Chloe se declarou culpada no caso

Camila Sousa
25.06.2019
19h10
Atualizada em
26.06.2019
10h33
Atualizada em 26.06.2019 às 10h33

Um dos casos mais chocantes de Hollywood nos últimos meses foi a descoberta de uma seita sexual chamada NXIVM, envolvendo o nome de Allison Mack, conhecida como a Chloe Sullivan de Smallville.

Desde que o caso foi descoberto, a atriz se declarou culpada por aliciar mulheres para o culto e aguarda julgamento após ser presa e pagar fiança. Confira abaixo todos os detalhes sobre o caso e também a repercussão entre o elenco da série:

Março de 2018 – descoberta do caso

Tudo começou com uma reportagem do NY Post, afirmando que tanto Mack quanto Kristin Kreuk, a Lana Lang de Smallville, estavam envolvidas em um esquema de escravidão sexual. Keith Raniere, líder da seita, foi preso no México e extraditado para os EUA. Segundo a reportagem, o grupo faria chantagem para manter mulheres como escravas sexuais e até as marcaria com ferro quente na região da virilha – saiba mais

Abril de 2018 – Mack é presa

Em abril do mesmo ano, Mack foi presa e ficou em custódia da polícia. Ela se apresentou no tribunal do Brooklyn logo depois – saiba mais.

Abril de 2018 – Mais informações sobre o culto

No mesmo mês, foram descobertos tuítes de Mack para Emma Watson, que parecem um tipo de “recrutamento” para o grupo. Nas mensagens, a atriz de Smallville cita um “incrível movimento de mulheres” e “desenvolvimento humano único”. Watson não respondeu aos tuítes e também não se pronunciou sobre o caso – saiba mais.

Abril de 2018 – Allison Mack é solta após pagar fiança

Poucos dias depois, a atriz foi solta após sua mãe pagar sua fiança. Informações dizem que a mãe da atriz teve uma participação ativa na audiência de custódia, pedindo que a filha ficasse em prisão domiciliar até o julgamento. O juiz acatou o pedido e a atriz foi para a Califórnia com monitoramento da polícia – saiba mais.

Abril de 2018 – Documentário de ex-integrantes da seita

Ainda no calor das notícias, foi divulgado que o caso ganharia um documentário feito por Sarah Edmondson, atriz de Psych que participou do culto por mais de dez anos ao lado do marido, Anthony Ames. O objetivo do projeto é desencorajar que mulheres entrem em tais grupos. Por enquanto não há informações sobre lançamento – saiba mais.

Abril de 2019 – Allison Mack se declara culpada

Um ano depois das primeiras notícias sobre o NXIVM, Allison Mack se declarou culpada no tribunal. A atriz afirmou que acreditava nas boas intenções do líder Keith Raniere, mas estava errada. Com isso, Mack assegurou que terá um julgamento separado do líder e de outros membros que continuam se declarando inocentes. Também foi estabelecido que a sentença final deve ser divulgada em setembro deste ano – saiba mais.

Abril de 2019 – HBO anuncia série sobre o caso

Poucos dias depois, a HBO anunciou a produção de uma série documental sobre o caso. Jehane Noujaim Karim Amer (ambos de The Square e Control Room) vão comandar a produção que mostrará pessoas que se uniram ao grupo em busca de “crescimento pessoal”. Ainda não há previsão de lançamento – saiba mais.

Junho de 2019 – Documentário sobre o caso é anunciado

Além da série da HBO, a Investigation Discovery anunciou o lançamento de um documentário. Intitulada de The Lost Women of Nxivm, a produção em duas partes mostrará o que aconteceu com quatro mulheres que foram membros do culto e desapareceram ou morreram misteriosamente. A previsão de lançamento é para dezembro deste ano – saiba mais.

Junho de 2019 – Tom Welling fala sobre o caso

Após muitos meses, Tom Welling decidiu falar sobre o caso no podcast de Michael Rosenbaum, que interpretou Lex Luthor em Smallville. Welling disse que jamais soube de nada e que Mack sempre foi uma pessoa legal perto dele. Rosenbaum disse que sabia do envolvimento da atriz com algum grupo de “autoajuda”, mas jamais imaginou o que realmente estava acontecendo – saiba mais.