Jerry Harris na série Cheer (Divulgação)

Créditos da imagem: Jerry Harris na série Cheer (Divulgação)

Séries e TV

Notícia

Jerry Harris, de Cheer, é condenado a 12 anos de prisão por pornografia infantil

Ator pedia vídeos íntimos de crianças em redes sociais

Omelete
1 min de leitura
Pedro Henrique Ribeiro
06.07.2022, às 23H12

O ator Jerry Harris, da série Cheer, da Netflix, foi condenado a 12 anos de prisão por produção de pornografia infantil e outros crimes nos Estados Unidos. Ele se declarou culpado das acusações no início do ano. As informações são do Deadline.

Em 2020, Harris foi acusado e preso por persuadir menores de idade a gravarem vídeos e fotos explícitas deles mesmos. Os policiais informaram que o cheerleader manteve contato com dois adolescentes de 14 anos, e sempre pedia por fotos outros registros.

Em setembro daquele ano, Harris confessou ter tido conversas sexuais com os menores e que pedia para que eles fizessem sexo na sua frente. Ele também pedia fotos para cerca de 10 menores de idade através do aplicativo Snapchat. Originalmente, ele se declarou inocente, mas mudou a versão após um acordo judicial com promotores.

O ator, de 22 anos, continua preso em Chicago. 

O Omelete agora tem um canal no Telegram! Participe para receber e debater as principais notícias da cultura pop (t.me/omelete).

Acompanhe a gente também no YouTube: no Omeleteve, com os principais assuntos da cultura pop; Hyperdrive, para as notícias mais quentes do universo geek; e Bentô Omelete, nosso canal de animes, mangás e cultura otaku.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.