Jerry Harris em Cheer

Créditos da imagem: Cheer/Netflix/Reprodução

Séries e TV

Notícia

Jerry Harris, de Cheer, é preso por produção de pornografia infantil

As famílias de dois adolescentes de 14 anos processaram a celebridade após ele pedir fotos explícitas dos jovens

Fábio Garcia
17.09.2020
16h45
Atualizada em
17.09.2020
16h59
Atualizada em 17.09.2020 às 16h59

Jerry Harris, uma das figuras de maior destaque da série Cheer da Netflix, foi acusado no âmbito federal dos Estados Unidos por produção de pornografia infantil, de acordo com o TMZ. O jovem de 21 anos estava no estado de Illinois e foi capturado pelo FBI, que tinha um mandado de prisão. O departamento investigava Harris há pouco mais de um ano.

Harris é acusado de persuadir menores de idade a gravarem vídeos e fotos explícitas deles mesmos. Os policiais informaram que o cheerleader manteve contato com dois adolescentes de 14 anos, e sempre pedia por fotos outros registros.

No dia 14 de setembro, Harris confessou ter tido conversas sexuais com os menores e que pedia para que eles fizessem sexo na sua frente. Ele também pedia fotos para cerca de 10 menores de idade através do aplicativo Snapchat.

Jerry deve comparecer à corte federal de Chicago ainda nesta quinta-feira (17).

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.