Foto de His Dark Materials

Séries e TV

Artigo

His Dark Materials desenvolve história em segundo episódio da temporada

Trama inspirada em livros de Philip Pullman avança e dá algumas respostas ao público

Camila Sousa
13.11.2019
16h34

Episódios de séries com mais de 50 minutos podem ser considerados pequenos filmes que desenvolvem uma trama maior. Essa é a sensação com His Dark Materials, série da HBO inspirada nos livros de Philip Pullman. Enquanto o primeiro capítulo apresentou o mundo de Lyra e deixou os fãs em dúvida sobre várias questões, o segundo desenvolveu muito bem a trama e deu algumas respostas que o público precisava.

[Spoilers de “The Idea of the North” abaixo]

O episódio começa com a chegada de Lyra (Dafne Keen) em Londres ao lado da Sra. Coulter (Ruth Wilson). A admiração da jovem por sua nova guardiã é perceptível. Ela acredita que pode confiar em Marisa e admira sua postura altiva e confiança. Esse bom relacionamento acaba aos poucos, conforme Lyra descobre mais sobre Coulter. Primeiro, a jovem se incomoda sobre precisar mudar seu estilo de roupa e agir para agradar a guardiã. E depois descobre que ela faz parte do esquema que está sequestrando crianças e levou Roger.

Tal descoberta é muito traumática para Lyra, já que faz um paralelo com todas as vezes em que ela já se decepcionou com alguém. No próprio episódio a garota cita que não entende os adultos após ser deixada de lado por Lord Asriel (James McAvoy) e ver diversas intrigas entre ele e os professores da universidade. A descoberta de que Asriel é, na verdade, seu pai, também é um ponto alto do capítulo. A revelação é feita por Coulter, que quer colocar a menina contra o pai e tê-la só para si. Um dos únicos incômodos do trecho é a atuação de Keen quando sua personagem descobre tudo. A reação é um choque misturado com tristeza que não soa profundo o suficiente. Parece que a jovem atriz ainda não se encontrou no papel de Lyra, o que pode ser um grande problema para a HBO/BBC. Além disso, Keen parece mais velha do que os 11 anos que a personagem tem no primeiro livro, o que dificulta ainda mais a conexão com o público. Em vários momentos, Lyra parece ser madura demais para algumas ingenuidades.

O universo de His Dark Materials é complexo e por isso algumas explicações são necessárias. Neste segundo capítulo, a série mistura diálogos e cenas expositivas para mostrar um pouco mais do que está acontecendo, deixando o público mais confortável com a narrativa. Por exemplo, é mostrado que um humano não pode pegar no daemon de outro e que ferir um significa machucar ao outro diretamente. Há também uma cena bem didática sobre a passagem entre os dois mundos.

Ao contrário do que Lord Asriel imagina, não há uma passagem apenas no Norte, mas sim outras em vários locais. Também é confirmado que o mundo de Lyra não é o nosso, mas uma versão clássicas do que conhecemos. Já as passagens que são abertas se conectam direto com a nossa realidade. Tudo isso é mostrado por Carlo Boreal (Ariyon Bakare), representante do Magisterium, provando que a instituição está ciente da ligação entre mundos e, além disso, quer se beneficiar com a conexão. Enquanto citar outro mundo é considerado uma heresia pelos civis, a organização religiosa sabe exatamente o que está acontecendo.

Também é importante citar uma das passagens mais tristes do episódio, que são as crianças que foram sequestradas. Roger (Lewin Lloyd) encontra Billy Costa (Tyler Howitt) em uma espécie de cativeiro e os dois tentam encontrar forças um no outro para continuar. É impossível não se emocionar quando Billy diz que sente falta da mãe, ou quando Roger chora ao ser levado para uma “viagem”, como se pressentisse um futuro amargo. A literatura fantástica é rodeada de crianças cheias de coragem e que amam aventura, como a própria Lyra, mas é interessante ver personagens mirins que estão com medo do que está acontecendo ao redor e só querem ir para casa. Roger e Billy mostram a violência com a qual adultos podem tratar as crianças e deixam o público imaginando que isso jamais deveria acontecer com nenhum deles.

Ainda há muitas perguntas no ar sobre a história de His Dark Materials, mas a série acerta ao saciar um pouco da curiosidade do público, deixando espaços abertos para desenvolver nos próximos episódios. O capítulo termina com um gancho interessante, que promete começar o terceiro episódio com Lyra fazendo novas descobertas.