Halo | O que esperar na 2ª temporada da série

Créditos da imagem: Pablo Schreiber em cena de Halo (Reprodução)

Séries e TV

Lista

Halo | O que esperar na 2ª temporada da série

Com finale chocante, adaptação dos games deixou muitas pontas soltas

Omelete
1 min de leitura
Caio Coletti
24.05.2022, às 11H22

A primeira temporada de Halo chegou ao Paramount+ com a missão complicada de conquistar os fãs dos games e também um público leigo que se sentisse atraído pelo mais recente épico de ficção científica da TV. O resultado dessa pressão toda foi uma leva de nove episódios sólida, mas contida.

O que a equipe de Halo será capaz de fazer em um segundo ano mais “livre, leve e solto”? Bom, o finale da 1ª temporada deixa muitas pontas soltas para serem resolvidas nos capítulos que vêm por aí, e alguns outros elementos da história também dão dicas de para onde Halo pode ir a seguir.

Confira nossos desejos e especulações a seguir, além de um insight que foi dado ao Omelete por alguém muito próximo à produção de Halo:

Mais sobre a guerra

Cena de Halo (Reprodução)

Nesse caso, nós temos a informação direto da boca de Pablo Schreiber, o astro de Halo. Conversando com o Omelete pouco antes do lançamento da série, ele disse que a 2ª temporada deve mergulhar mais fundo nos motivos e efeitos da guerra entre a humanidade e os alienígenas do Covenant.

Será mais sombria, mais realista e autêntica”, comentou ele. “Esta é uma história de guerra, e a série vai fazer você sentir os efeitos dessa guerra na sociedade e no indivíduo”. Segundo Schreiber, a mudança é reflexo da entrada do roteirista David Wiener (Fear the Walking Dead), que assumirá a função de showrunner no lugar de Steven Kane.

No primeiro ano de Halo, a guerra foi usada mais como pano de fundo para o desenvolvimento de Master Chief e cia. A história do conflito, o seu funcionamento através da galáxia… tudo isso ficou em segundo plano. Parece que será bem diferente na próxima temporada.

Os limites entre Master Chief e Cortana

Cena de Halo (Reprodução)

Talvez a grande reviravolta do finale de Halo tenha sido a fusão das consciências de Master Chief (Schreiber) e Cortana (Jen Taylor). Encurralado em uma batalha contra os aliens do Covenant, o protagonista decide deixar que a inteligência artificial assuma controle do seu corpo para poder, com suas capacidades cognitivas superiores, salvar os colegas de equipe e sair do planeta em segurança.

A temporada acaba com Cortana ainda no controle de Master Chief, e sem uma resposta concreta sobre os limites entre um e outro. Na próxima temporada, queremos saber se a consciência de Chief sobreviveu, e - caso sim, e apostamos que sim - como essa divisão entre eles vai funcionar.

Makee está morta mesmo?

Cena de Halo (Reprodução)

O outro choque do episódio final foi a aparente morte de Makee (Charlie Murphy) pelas mãos da espartana Kai (Kate Kennedy), na tentativa de salvar Master Chief durante a batalha climática da temporada. Desenvolvida como oposto complementar e interesse romântico de Chief durante os episódios, a personagem foi despachada sem muita cerimônia na hora mais importante da trama.

Essas circunstâncias todas levantam a pergunta: será que devemos mesmo nos despedir de Makee? Traída pelos alienígenas do Covenant pelos quais foi criada, e também pelos humanos com quem não conseguiu se reconectar, a personagem seria um agente do caos interessante para a 2ª temporada. Resta ver se a equipe de roteiristas vai aproveitar essa oportunidade.

Os planos da Dra. Halsey

Cena de Halo (Reprodução)

A maquiavélica cientista interpretada por Natascha McElhone conseguiu escapar da prisão (e possível execução) por suas infrações éticas e crimes de guerra. A última vez que a vimos na 1ª temporada, inclusive, ela estava saindo do planeta Reach em uma nave clandestina… mas não sabemos para onde.

Conhecendo Halsey, é difícil imaginar que ela vá se exilar em um local remoto e se manter longe dos esforços de guerra. A 2ª temporada com certeza nos mostrará como a cientista planeja continuar perseguindo seu objetivo de aprimoração e transcendência humana a qualquer custo.

Kai & Miranda

Cena de Halo (Reprodução)

A gente sentiu um clima entre as duas durante alguns episódios do miolo da primeira temporada, especialmente “Reckoning” (1x05). Após se libertar do chip que inibia suas emoções, Kai fez basicamente três coisas: adquirir uma consciência, pintar o cabelo, e flertar bastante com Miranda (Olive Gray). 

A jovem cientista - e filha da Dra. Halsey - termina a temporada como a responsável pela operação do programa Spartan, o que significa que ela e Kai terão muitas ocasiões para interagir nos próximos episódios. Será que esse romance vai adiante?

Reconstruindo Madrigal

Cena de Halo (Reprodução)

É verdade que a subtrama envolvendo Kwan Ha (Yerin Ha) e seu retorno ao planeta natal de Madrigal, que começa a temporada devastado após um ataque do Covenant, foi a parte menos empolgante da primeira temporada de Halo. Mas, com a personagem posicionada para liderar a reconstrução do seu planeta após derrotar o tirano Vinsher Grath (Burn Gorman), as coisas podem ir em uma direção interessante.

A verdade é que a luta para libertar Madrigal do domínio opressivo da UNSC (a mesma instituição para a qual Chief e cia. trabalham) adiciona complexidade política à série, e as conexões do planeta com a mitologia da trama ainda não estão totalmente esclarecidas. Ainda bem que temos a 2ª temporada para resolver isso.

A música!

A primeira temporada de Halo utilizou pequenas partes da clássica música-tema dos jogos em momentos chave, incluindo no finale - mas a canção, por toda a sua importância para os fãs, ainda não teve um momento para chamar de seu na adaptação live-action.

Esse é, na verdade, o tipo de fan service que é fácil de fazer, inofensivo para a história independente que a série quer contar, e que renderia um momento para lá de bacana. Isso sem contar que, honestamente, a música-tema de Halo é brilhante.

Conteúdo Patrocinado

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.