San Diego Comic-Con 2020

Notícia

Vikings | Elenco e criador relembram o legado da série antes do final

Painel virtual na Comic-Con@Home teve retorno de atores que já deixaram o programa

Arthur Eloi
24.07.2020
16h15

Com os últimos dez episódios da série previstos ainda para 2020, o elenco de Vikings se reuniu durante a San Diego Comic-Con para discutir o legado da série de TV. A reunião contou não só com os atores recorrentes, como Alexander Ludwig (Bjorn) e Jordan Patrick Smith (Ubbe), mas também com outros que já deixaram o programa, como Travis Fimmel (Ragnar Lothbrok), Clive Standen (Rollo) e Katheryn Winnick (Lagertha).

Winnick, a última personagem original à sair da série, abriu lamentando que o painel não pode ser presencial. “A Comic-Con é sobre os fãs e estamos perdendo isso!”, falou. “É uma pena que não aconteceu esse ano”. Os atores, junto com o criador Michael Hirst, passaram a relembrar de bons momentos do evento, como quando alguém entregou um bebê para Katheryn Winnick segurar, ou quando Travis Fimmel apareceu vestido de canguru. Clive Standen então falou de como ele e Gustaf Skarsgard (Floki) estavam tensos durante a primeira participação da série na Comic-Con, achando que o programa não teria muitos fãs, apenas para encontrar um auditório cheio de cosplayers.

Como dois dos personagens principais já não estão mais vivos, Katheryn Winnick aproveitou para contar como lidou com a morte de Lagertha. A atriz afirmou que foi um momento de reações confusas, mas que ficou feliz com o excelente final que lhe foi dado por Hirst. O criador, por sua vez, afirmou que a conclusão da guerreira, dividida entre dois episódios da sexta temporada, é inesquecível. Revelando como a passagem de Winnick na série foi circular, a atriz revelou que a fala final de sua personagem - “Nos meus sonhos, estamos juntos para sempre” - foi, na verdade, o mesmo texto que usou no seu teste de elenco, antes da primeira temporada.

Discutindo as tramas atuais da série, Alexander Ludwig foi questionado sobre as duas paixões de Bjorn, que no ano final se casa com Gunnhild (Ragga Ragnars) e Ingrid (Lucy Martin). O ator, porém, soltou um enorme spoiler dos episódios finais, que precisou ser editado pelo painel. “Mas que imbecil”, brincou o criador Michael Hirst sobre o deslize do colega.

Jordan Patrick Smith, que foi a adição mais recente ao elenco principal, agradeceu todo o elenco e a produção por tratá-lo bem, comparando seus colegas com uma família em que todos se ajudam. Mesmo assim, ele disse que seu primeiro dia na produção foi marcada por “45 tapas na cara por Travis Fimmel”. Afinal, uma das primeiras cenas que gravaram juntos envolvia Ragnar questionando qual de seus filhos iria roubar seu lugar no trono. “Foi uma recepção bastante viking”, brincou.

Michael Hirst falou sobre a evolução da série ao passar dos anos. Inicialmente, o criador planejou que Ragnar morreria ao final da primeira temporada. Quando chegou lá, porém, descobriu que a jornada do guerreiro estava apenas começando. O criador reconheceu que muitos fãs ficaram decepcionados com a eventual morte do protagonista, mas esclareceu “Eu vendi Vikings como uma série sobre Ragnar e seus filhos [...] é um seriado em que os atores podem crescer”.

Para finalizar, antes de mostrar uma prévia dos episódios finais, Michael Hirst falou que o público pode esperar uma conclusão digna para a série. “Os personagens que todos nós passamos a amar terão seus destinos decididos. Caso eles vivam ou morram, está nas mãos dos deuses, é claro, apesar de eu ter influenciado um pouco”, falou. “A conclusão da saga é bastante satisfatória. Um final digno e cheio de significado. Espero que todos os fãs sintam isso. Tentei ser justo com todos meus personagens, e espero ter conseguido.