8 HQs para ler no Dia Internacional do Rock

Créditos da imagem: Capa de Red Rocket 7

HQ/Livros

Lista

8 HQs para ler no Dia Internacional do Rock

Ratos de Porão, Beatles e mais

Gabriel Avila
13.07.2019
14h55
Atualizada em
13.07.2019
20h10
Atualizada em 13.07.2019 às 20h10

Em julho é comemorado o Dia Internacional do Rock, e para comemorar vamos relembrar HQs que prestam homenagem a esse gênero musical que está longe de morrer. Confira abaixo 8 quadrinhos para ler no volume máximo:

Blues

Como a principal raiz do rock é o blues, nada mais justo do que começar a celebração com uma HQ que presta homenagem a esse gênero. Blues é uma antologia escrita e desenhada por Robert Crumb, quadrinista referência na contra-cultura dos quadrinhos norte-americanos. Lançada pela Conrad em 2004, a publicação reúne não só as histórias sobre o tema, como também traz ilustrações que o Crumb produziu para bandas no mundo real, como cartazes de shows e capas de álbuns. O mais famoso trabalho do quadrinista fora das HQs é justamente a capa do álbum Cheap Thrills, de Janis Joplin.

Notas do Underground

Notas do Underground é uma compilação de histórias curtas que abordam diversas situações da cena de rock independente. Escrita e desenhada por Pedro D’Apremont, a HQ imagina diversas situações que vão desde dois garotos que tomam um porre com uma banda após assistir ao show até um grupo de black metal que se perde na floresta durante a gravação de um clipe. Originalmente publicada pela versão norte-americana da Vice entre 2017 e 2018, o quadrinho foi lançado no Brasil pela Pé de Cabra no início de 2019

O Quinto Beatle - A História de Brian Epstein

O Quinto Beatle é uma biografia em quadrinhos de Brian Epstein, o empresário que tornou os Beatles uma febre mundial. A HQ de Vivek J. Tiwary, Andrew C.  Robinson e Kyle Baker narra a trajetória de Epstein intercalando suas dificuldades enquanto homossexual durante o período em que a união de casais do mesmo sexo era crime na Inglaterra, simultaneamente à seu trabalho para transformar os fab four em um fenômeno. Brian é um dos grandes responsáveis pela Beatlemania, pensando em pequenos detalhes que ajudaram a construir a identidade do grupo.

Red Rocket 7 - A Saga do Rock

Red Rocket 7 é um clone alienígena que chega à Terra na década de 1950 e graças à sua paixão por música acaba testemunhando de perto a evolução do rock and roll, desde sua origem no blues, passando por Beatles, Led Zeppelin e David Bowie até os anos 90 com a explosão de Nirvana e Oasis. Escrita e desenhada por Mike Allred, Red Rocket 7 - A Saga do Rock é uma carta de amor à toda a cultura do rock com uma forte veia sci-fi.

RDP Comix

Lançada originalmente na década de 1990, RDP Comix é o resultado da união entre a banda Ratos de Porão e Francisco Marcatti, quadrinista conhecido por suas histórias carregadas de humor absurdo e escatológico. O primeiro volume é composto por adaptações para quadrinhos de canções do Ratos, como “Vídeo Macumba”, que tem participação de outros grandes nomes do rock como Max Cavalera (Sepultura) e Mike Patton (Faith No More), enquanto o segundo conta desventuras da banda. Esse material icônico foi relançado de forma independente por Marcatti em 2016 e 2018 em edições comemorativas.

Malcolm

Malcolm McLaren escreveu seu nome na história do punk rock graças ao seu trabalho como empresário dos Sex Pistols. Além de apresentar os membros da banda, McLaren é relembrado por arquitetar a famosa apresentação do grupo no Rio Tâmisa, onde apresentaram canções como "Anarchy In The UK" do lado de fora da Casa do Parlamento Britânico durante as celebrações do jubileu de prata da Rainha Elizabeth II. Em 1995, Malcolm McLaren visitou o Brasil e concedeu uma entrevista de quase uma hora para Fabio Massari, que transformou o material em Malcolm, uma HQ ilustrada por Luciano Thomé que reproduz a conversa na íntegra com um vistoso trabalho visual que ilustra as polêmicas histórias do empresário.

Magnéticos 90

Conhecido por seu trabalho como letrista, guitarrista e vocalista do Autoramas, Gabriel Thomaz tem o hábito de conhecer bandas novas e divulga-las. Para isso, o músico passou a colecionar fitas-demo e gravações independentes que serviram de inspiração para Magnéticos 90, uma HQ que relembra o período da cena independente durante a década de 1990. Desenhada por Daniel Juca, a publicação faz um registro que vai desde a formação das bandas importantes para o rock nacional como Planet Hemp e Los Hermanos até a criação da MTV Brasil.

Punk Rock Jesus

Publicada pelo selo Vertigo, Punk Rock Jesus conta a história de uma emissora de TV que decide clonar Jesus Cristo para um reality show. Alegando ter acesso a material genético presente no Santo Sudário, a emissora inicia o projeto J2, que não só mostraria o nascimento da criança mas todo o seu crescimento nos dias atuais. Quando chega à adolescência, Chris passa a entender a gravidade do que acontece à sua volta e após um trágico acontecimento decide abandonar o “programa” e se dedicar aos banda Flak Jackets, sua banda de rock, onde pode descarregar todas as suas frustrações. A HQ é escrita e desenhada por Sean Murphy (Batman: Cavaleiro Branco), que aborda fanatismo religioso, faz críticas ao poder da mídia sensacionalista e promove uma reflexão a respeito do significado de uma família em uma trama regada à punk rock.