Filmes

Artigo

Conheça Bao, o curta que vai fazer você chorar antes de Os Incríveis 2

História escrita e dirigida por Domee Shi fala sobre mães e filhos (e também sobre comidas deliciosas)

Natália Bridi
06.07.2018
17h15

Os Incríveis 2, assim como seu predecessor,usa elementos fofos e engraçados para contar uma história densa sobre a vida adulta. É um filme animado, não um um filme para crianças, como bem explicou o diretor Brad Bird. O mesmo serve para descrever Bao, o curta-metragem que abre as sessões do novo lançamento da Pixar nos cinemas.

Bao curta-metragem da Pixar
Pixar/divulgação

A animação, escrita e dirigida por Domee Shi, a primeira diretora de um curta da Pixar, mostra em menos de 8 minutos uma complexa relação entre mãe e filho. Pela metáfora da matriarca que passa a criar um pãozinho chinês que ganha vida, a diretora explora as dificuldades enfrentadas pelos pais imigrantes e seus filhos, que crescem entre duas culturas.

A palavra Bao, explica Shi, pode ter dois significados em chinês: “Dita de uma maneira pode significar pão cozido no vapor, dita de outra forma significa algo precioso, um tesouro”. A animação reflete esse “duplo sentido”, inspirado pela experiência da diretora: “Muitas vezes minha mãe me tratava com um precioso pãozinho chinês, garantindo que estivesse segura, que não saísse tarde, todas essas coisas”, contou à EW.

Além de inspirar outros membros da Pixar que compartilham da mesma história e se voluntariaram a trabalhar no projeto, o filme contou uma participação especial: Ningsha Zhong, a mãe de Shi, foi consultora cultural do curta. Seu talento como cozinheira serviu de base para os animadores recriarem a magia da culinária chinesa na tela. “Nossos diretores técnicos e o time de efeitos visuais colocaram a câmera muito próximo das mãos dela e registraram os mínimos detalhes de como ela dobrava a massa, como cortava cada pedaço, como ela dobrava cada um com um pãozinho perfeito. Basicamente recriamos essas cenas das mãos delas e usamos como referência para a animação”, explicou Shi (via EW).  Nas ilustrações feitas por Shi para a Food and Wine é possível aprender a receita de Ningsha Zhong para o pãozinho chinês perfeito:

São esses os ingredientes que fazem de Bao uma história tão sincera, capaz de levar às lágrimas em cenas rápidas e sem diálogo. A jornada do fofo pãozinho chinês e sua mãe é universal e representa tanto os pais que desejam proteger seus filhos, como os filhos que precisam se rebelar um pouco para seguir o seu próprio caminho. Entre os dois há sempre o desejo de encontrar um ponto de equilíbrio e em Bao a comida se transforma nessa ponte. É a abertura perfeita para Os Incríveis 2, que segue na jornada da Pixar de encantar o público enquanto disseca com precisão todas as facetas do ser humano.