Will Smith responde a banimento do Oscar: "Respeito a decisão"

Créditos da imagem: Will Smith dá tapa em Chris Rock no Oscar 2022 (Reprodução)

Oscar

Notícia

Will Smith responde a banimento do Oscar: "Respeito a decisão"

Ator não poderá comparecer a eventos da Academia por dez anos

Omelete
3 min de leitura
Caio Coletti
08.04.2022, às 16H31
ATUALIZADA EM 09.04.2022, ÀS 15H33
ATUALIZADA EM 09.04.2022, ÀS 15H33

Will Smith liberou uma sucinta declaração após receber a notícia de que a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, que organiza o Oscar, havia decidido baní-lo por 10 anos de todos os eventos relacionados à premiação.

"Eu aceito e respeito a decisão da Academia", disse apenas o ator.

No comunicado oficializando o banimento, os diretores da instituição definiram o comportamento de Smith durante o Oscar 2022 como "inaceitável e ofensivo".

O americano, que venceu o Oscar de melhor ator por King Richard: Criando Campeãs e foi indicado outras duas vezes ao prêmio, já havia se adiantado às punições da Academia - no último dia 1º de abril, ele enviou uma carta à instituição pedindo pela revogação de sua filiação.

No entanto, artistas que não são membros da Academia ainda podem ser indicados e premiados no Oscar. Com a decisão do conselho, Smith não poderá comparecer à cerimônia na próxima década, mesmo que seu nome apareça novamente na lista de indicações.

Segundo fontes do Deadline, a instituição chegou a considerar uma multa em dinheiro ou mesmo um processo judicial contra Smith por "prejudicar a reputação de marca do Oscar". O que não foi considerado em nenhum momento, enquanto isso, foi a revogação da estatueta de melhor ator concedida a ele.

Relembre o caso do tapa

Durante o Oscar 2022, Chris Rock improvisou uma piada sobre o visual de Jada Pinkett Smith, atriz e esposa de Will Smith. Ela convive com a doença autoimune alopecia, que causa queda de cabelo, e optou por raspar os cabelos. O comediante a chamou de "G.I. Jane 2", em uma referência a Até o Limite da Honra, filme de 1997 em que Demi Moore aparece careca. 

Smith então subiu no palco e deu um tapa na cara do humorista. Ao voltar ao seu lugar, ele gritou “tire o nome da minha esposa da porra da sua boca”.

No dia após a cerimônia, a Academiase pronunciou sobre o tapa: "A Academia não tolera violência de qualquer forma. [...] Temos o prazer de celebrar nossos vencedores do 94º Oscar, que merecem este momento de reconhecimento de seus colegas e amantes do cinema em todo o mundo", dizia o comunicado

De acordo com a Variety, os representantes de Smith conversaram com ele durante o intervalo da premiação. A Academia revelou que pediu que o ator se retirasse da cerimônia, mas ele se recusou.

Em seu discurso ao vencer Melhor Ator, Smith falou sobre Richard Williams, que ele interpreta em King Richard, e disse que ouviu, no intervalo, um conselho de Denzel Washington. Apesar de longo, o discurso do astro não foi interrompido pelos músicos da cerimônia, algo que foge dos padrões do Oscar. Ele ainda pediu desculpas à Academia pelo episódio da agressão.

Omelete agora tem um canal no Telegram! Participe para receber e debater as principais notícias da cultura pop (t.me/omelete).

Acompanhe a gente também no Youtube: no Omeleteve, com os principais assuntos da cultura pop; Hyperdrive, para as notícias mais quentes do universo geek; e Bentô Omelete, nosso canal de animes, mangás e cultura otaku.

Conteúdo Patrocinado

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.