Era Uma Vez em… Hollywood | As referências de cinema e TV no filme

Filmes

Lista

Era Uma Vez em… Hollywood | As referências de cinema e TV no filme

Filme de Quentin Tarantino recebeu 10 indicações ao Oscar 2020

Gabriel Avila
28.01.2020
17h32

Amante de longa data do cinema norte-americano, Quentin Tarantino decidiu prestar homenagem em Era Uma Vez em… Hollywood às obras que o levaram a querer ser diretor. Para seu nono filme, o cineasta construiu uma fábula em que colocou os personagens saídos da sua mente para passear pela capital da indústria nos Estados Unidos em 1969.

Ainda que sua filmografia esteja recheada de homenagens a grandes produções, Tarantino decidiu prestar um tributo que vai além das telonas, resgatando personalidades e eventos que mudaram para sempre a forma de se fazer cinema em sua terra natal. O longa foi tão bem recebido pela comunidade, que foi indicado a 10 prêmios no Oscar 2020, incluindo nas categorias de Melhor Filme, Direção e Roteiro Original.

Nesse conto, os fictícios Rick Dalton (Leonardo DiCaprio) e Cliff Booth (Brad Pitt) interagem com grandes estrelas como Sharon Tate (Margot Robbie), assistem e até participam de filmes e séries de TV que realmente existiram. Confira abaixo as principais referências de Era Uma Vez em… Hollywood.

Wanted: Dead or Alive

Era Uma Vez em… Hollywood acompanha o início da decadência de Rick Dalton, ex-astro da TV que não obteve o mesmo sucesso ao tentar fazer carreira no cinema. Seu principal papel na televisão foi Jake Cahill, caçador de recompensa que é protagonista da série Lei de Recompensa (Bounty Law, no original). A produção fictícia é uma homenagem a Wanted: Dead or Alive, seriado protagonizado por Steve McQueen que acompanha a jornada de um ex-militar que passa a ganhar a vida como caçador de recompensas.

Hulabaloo

Em uma conversa com Rick Dalton, o produtor Marvin Schwarz (Al Pacino) revela que recebeu vários filmes estrelados pelo ator para conhecê-lo melhor. De brincadeira, sua equipe enviou também a participação de Dalton no Hulabaloo, programa musical que existiu na vida real. Exibida pela NBC entre 1965 e 1966, a atração recebia um apresentador convidado semanalmente e exibia apresentações musicais de grandes nomes como James Brown e os Rolling Stones.

Lancer

Uma das sequências mais memoráveis do longa é a gravação do piloto da série Lancer, em que Rick Dalton vive o terrível vilão Caleb DeCoteau. Na vida real, a produção que acompanha o cotidiano da família Lancer foi uma atração de grande sucesso nos EUA entre 1968 e 1970.

Embora o piloto real seja drasticamente diferente do apresentado em Era Uma Vez em… Hollywood, existem similaridades entre as versões. Entre elas estão a direção de Sam Wanamaker (interpretado por Nicholas Hammond) e a presença alguns dos personagens da série e seus respectivos atores, como Johnny Madrid (personagem do ator James Stacy interpretado por Timothy Olyphant em Era Uma Vez em… Hollywood) e Scott (personagem de Wayne Maunder, que aqui foi vivido por Luke Perry).

Os seriados em que Rick Dalton fez pequenas participações

Ainda durante a conversa com Marvin Schwarz, Rick Dalton revela que fez pequenos papéis em outras séries de TV que realmente existiram. Entre elas os destaques são Tarzan, protagonizado por Ron Ely, e Terra de Gigantes, ficção científica que acompanha a jornada de uma tripulação que é transportada para um planeta habitado por gigantes. Além dessas produções, foram citadas também The F.B.I. e Besouro Verde, que ganham maior destaque no decorrer da produção.

The F.B.I.

Após a filmagem do piloto de Lancer, Rick Dalton convida Cliff Booth para assistir ao “seu episódio” em The F.B.I., série que já havia sido referenciada durante uma conversa do astro com o produtor Marvin Schwarz. Dalton participa do episódio “All the Streets are Silent”, que realmente existiu e foi recriado por Tarantino, que substituiu Burt Reynolds por Leonardo DiCaprio no papel do vilão Michael Murtaugh. Confira uma comparação entre as cenas acima.

Besouro Verde

Dalton revela ter participado também de Besouro Verde, seriado que acompanha a jornada de Britt Reid, magnata dono de jornal que secretamente combate o crime como o vigilante que dá nome à produção. A série volta a ser mencionada durante um flashback em que Cliff Booth relembra sua luta contra Bruce Lee (Mike Moh), que na vida real interpretou Kato, o assistente do Besouro Verde.

Em Era Uma Vez em… Hollywood, a luta acontece após o dublê caçoar do astro, que se gabava de sua força física. Lee retira o figurino de seu personagem antes do embate, deixando claro que o encontro aconteceu no período em que o ator gravava Besouro Verde.

O Bebê de Rosemary

Um dos clássicos do cinema de horror, O Bebê de Rosemary recebeu várias homenagens de Tarantino. Lançado em 1968, o filme catapultou a carreira do diretor Roman Polanski (Rafal Zawierucha), feito comentado por Rick Dalton ao celebrar a mudança do cineasta para a casa ao lado. O longa é relembrado durante uma cena em que Polanski brinca com o Dr. Sapirstein, cachorro batizado em homenagem a um dos principais personagens da produção.

O Bebê de Rosemary, inclusive, entrou para a lista do Omelete de 31 filmes essenciais de terror - confira aqui.

Arma Secreta contra Matt Helm

Em uma das sequências mais tocantes de Era Uma Vez em… Hollywood, a Sharon Tate de Margot Robbie vai ao cinema assistir Arma Secreta contra Matt Helm, filme que na vida real teve a própria Sharon Tate como uma de suas estrelas. Nas cenas, são exibidos trechos que exaltam tanto a veia cômica quanto as cenas de ação da atriz.

Uma curiosidade revelada pelo filme, é que Tate realmente chegou a treinar brevemente com Bruce Lee para o papel de Freya Carlson.

Fugindo do Inferno

Outro clássico do cinema a ganhar homenagem em Era Uma Vez em… Hollywood foi Fugindo do Inferno. Protagonizado por Steve McQueen, o drama de guerra acompanha um grupo de militares aliados que precisam fugir de um campo de concentração alemão. No filme de Tarantino, Rick Dalton imagina como seria substituir McQueen como Capitão Virgil Hilts em uma espécie de flashback que recria uma das cenas da produção original. Compare acima.

Os filmes italianos de Rick Dalton

Após sua participação no piloto de Lancer, Rick Dalton foi contratado para estrelar várias produções na Itália. Em uma espécie de homenagem à trajetória de Clint Eastwood - astro norte-americano que fez história no faroeste italiano -, o filme revela que seu protagonista colaborou com Sergio Corbucci, diretor que existiu na vida real. Ainda que os longas de Dalton sejam todos fictícios, a maioria é diretamente inspirada na obra de Corbucci. Por exemplo, Nebraska Jim de Era Uma Vez em… Hollywood é uma clara referência a Navajo Joe, assim como e Operazione Dyn-O-Mite! homenageia Bersaglio Mobile.

Ainda na Itália, Rick Dalton estrelou também Mate-me agora Ringo, disse o Gringo (Uccidimi subito Ringo, Disse il Gringo no original), claramente inspirado nos filmes Uma Pistola para Ringo e Ringo Não Discute... Mata, dirigidos por Giuliano Gemma.

Bastardos Inglórios

Um dos destaques na carreira fictícia de Rick Dalton é Os 14 Punhos de McCluskey. No filme, ele interpreta o sargento Mike Lewis, militar que interrompe uma reunião de oficiais nazistas queimando-os até a morte com um lança-chamas. Essa é uma clara referência a Bastardos Inglórios, drama de guerra dirigido pelo próprio Quentin Tarantino que acompanha um grupo de judeus cuja missão é assassinar o maior número de nazistas possível.

Jackie Brown

Outro longa de Tarantino a ganhar uma homenagem é Jackie Brown. A sequência de abertura do longa de 1997 mostra a protagonista interpretada por Pam Grier passando pela parede de pastilhas do aeroporto internacional de Los Angeles, cena que é recriada durante o ato final de Era Uma Vez em… Hollywood, quando Rick Dalton e Cliff Booth retornam da Itália pelo mesmo aeroporto, reutilizando o cenário.

Outros easter eggs da obra do próprio Tarantino

Durante sua filmografia, Quentin Tarantino construiu um universo particular em pequenos detalhes, como a criação de marcas fictícias que aparecem em suas produções. Algumas delas são mostradas rapidamente em Era Uma Vez Em… Hollywood, como Big Kahuna Burguer, rede de fast-food que aparece em Cães de Aluguel e Pulp Fiction, e a fabricante de cigarros Red Apple, que aparece em filmes como Kill Bill e Os 8 Odiados. Uma cena durante os créditos de Era Uma Vez em… Hollywood chega a mostrar Rick Dalton como garoto propaganda da marca.