Pôster de Babenco

Créditos da imagem: Babenco/Divulgação

Filmes

Notícia

Oscar 2021 | Documentário sobre Hector Babenco representará o Brasil

Babenco - Alguém Tem Que Ouvir o Coração e Dizer: Parou, de Bárbara Paz, disputará vaga em Melhor Filme Internacional

Omelete
2 min de leitura
Arthur Eloi
18.11.2020, às 14H16
ATUALIZADA EM 04.02.2021, ÀS 14H52
ATUALIZADA EM 04.02.2021, ÀS 14H52

A Academia Brasileira de Cinema escolheu o representante nacional no Oscar 2021. Babenco - Alguém Tem Que Ouvir o Coração e Dizer: Parou, de Bárbara Paz, foi o filme escolhido para disputar uma vaga na grande premiação do cinema.

Pela primeira vez desde 1961, quando o país se inscreveu pela primeira vez na categoria de filme internacional (anteriormente chamada de "filme estrangeiro"), o escolhido para representar o Brasil será um documentário, e não um longa de ficção. Na história do Oscar, até hoje nenhum documentário foi premiado na categoria, mas já houve outros filmes do gênero inscritos: em 2020, a Macedônia do Norte conseguiu uma indicação por Honeyland, que também disputou como melhor documentário.

Babenco acompanha a vida e a obra de Hector Babenco, argentino naturalizado brasileiro que se tornou um dos maiores nomes do cinema brasileiro, com longas como Pixote (1981), O Beijo da Mulher-Aranha (1984) e Carandiru (2003). O longa é obra de Bárbara Paz, que foi casada com Babenco. O diretor morreu em 2016, aos 70 anos de idade.

O filme, que traz uma abordagem bastante poética sobre as memórias e o legado do cineasta, já foi premiado no Festival de Veneza 2019, quando levou o troféu de Melhor Documentário da mostra Venice Classics - saiba mais.

A decisão de ter Babenco como representante brasileiro na premiação foi tomada por um comitê de profissionais da Academia Brasileira de Cinema, composto por André Ristum (diretor e roteirista), Clélia Bessa (produtora), Leonardo Monteiro de Barros (produtor de cinema e TV), Lula Carvalho (diretor de fotografia), Renata Maria de Almeida Magalhães (produtora) e Toni Venturi (diretor), também com a presença da presidente Viviane Ferreira (diretora e roteirista).

Babenco fazia parte de uma lista de 19 filmes brasileiros, e foi selecionado entre títulos como Minha Mãe é uma Peça 3, Jovens Polacas, Marighella, Todos Os Mortos, entre outros - confira a lista completa no site da ABC. Agora, Babenco disputará uma vaga na categoria de melhor filme internacional.

Antes do anúncios dos indicados, em 15 de março, a Academia ainda irá divulgar em 9 de fevereiro uma lista de dez finalistas à categoria de filme internacional. Adiada por conta da pandemia do coronavírus, a cerimônia de entrega do Oscar acontecerá em 25 de abril de 2021.

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a nossa Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.