Foto da série de O Senhor dos Anéis

Créditos da imagem: O Senhor dos Anéis/Amazon/Divulgação

Séries e TV

Artigo

O Senhor dos Anéis | Como a série pode ter Númenor e a forja dos Anéis de Poder

Mapa completo da Terra Média destaca a existência de Númenor

Camila Sousa
07.03.2019
16h36
Atualizada em
08.03.2019
11h36
Atualizada em 08.03.2019 às 11h36

A Amazon Prime Video confirmou em suas redes sociais que a série de TV de O Senhor dos Anéis será situada na Segunda Era da Terra-média.

Com isso, o serviço praticamente confirma que a série não mostrará a juventude de Aragorn, conforme especulado anteriormente. Ao invés disso, é provável que a atração explore a ascensão e queda da ilha de Númenor, que inclusive aparece no mapa divulgado pelo Prime Video.

Númenor foi criada como um presente dos Valar aos Edain (homens), que ajudaram os elfos na luta contra o vilão Morgoth. Logo no começo da Segundo Era, aqueles que sobreviveram à guerra velejaram para a ilha e a povoaram.

Mas com o tempo, e como acontece frequentemente na obra de Tolkien, os homens ficaram ambiciosos e queriam ir até as Terras Imortais, local proibido para os mortais. A relação entre os mortais e os elfos foi afetada por um tempo, já que os homens começaram a invejar a imortalidade e as regras impostas pelos elfos.

Enquanto isso, Sauron, servo de Morgoth, se estabelece em Mordor para fazer oposição ao poder de Númenor. Pouco depois, com a orientação dele, os elfos começam a forja dos Anéis de Poder, outro ponto que pode ser mostrado na série de TV. Sauron também faz o Um Anel em Mordor e rapidamente os elfos percebem que foram enganados, já que agora Sauron poderia controlar todos os anéis.

Ao ser confrontado, Sauron aceita ir para Númenor, pensando que pode conseguir estabelecer seu poder por lá também. Ele começa a influenciar Ar-Pharazôn, vigésimo quinto rei de Númenor, usando o poder do Um Anel. Ele promete imortalidade aos habitantes da ilha, caso eles adorem Melkor, o primeiro Senhor do Escuro.

Sedentos de poder, os homens de Númenor erguem estátuas para Melkor e com isso provocam a ira dos Valar, que deram a ilha a eles. Os mortais quebram as regras e velejam até as Terras Imortais. Já os Valar, que não podem agir diretamente contra os humanos, pedem ajuda de Eru, o Deus Supremo. A entidade deixa as Terras Imortais inacessíveis aos humanos e afunda Númenor, matando seus habitantes. Sauron também estava na ilha e perde sua forma mortal, mas seu espírito sobrevive e a partir de então ele só consegue assumir formas terríveis, como a que é mostrada no começo da trilogia de Peter Jackson.

Com a ilha afundada e os habitantes mortos, a única família que sobrevive é a de Elendil (incluindo seu filho Isildur, de quem Aragorn é descendente), que previu a catástrofe e deixou o local antes de tudo acontecer. Eles velejam de volta para a Terra-média e começam novos reinos, como Gondor. Ao final da Segunda Era, Sauron retorna para Mordor e é confrontado pela última Aliança entre Elfos e Homens, mostrada logo no começo de O Senhor dos Anéis.

Tudo isso mostra que a Amazon Prime Video pretende fazer uma série de grande escala. Mostrar antigas batalhas e origens das histórias de elfos e homens demandará um grande investimento tanto financeiro, quanto dos detalhes em relação à raças tão diferentes. Anteriormente foi revelado que a empresa pode investir até US$ 1 bilhão no seriado, o que é justificado pela complexidade dos acontecimentos da Segunda Era. Com o fim bem-sucedido de Game of Thrones chegando, O Senhor dos Anéis tem tudo para conquistar uma base de fãs que valoriza produções de qualidade na TV e narrativas grandiosas. 

A série de TV de O Senhor dos Anéis deve estrear em meados de 2021.