Cena de Sandman

Créditos da imagem: Netflix/Divulgação

San Diego Comic-Con 2022

Artigo

Sandman, da Netflix, recria cenas da HQ em prévia na SDCC; leia a descrição

Painel da produção na edição de 2022 do evento exibiu três passagens da série

Omelete
6 min de leitura
23.07.2022, às 19H48
ATUALIZADA EM 23.07.2022, ÀS 20H05
ATUALIZADA EM 23.07.2022, ÀS 20H05

O painel de Sandman promovido pela Netflix na San Diego Comic-Con 2022 foi carregado de reverência a alguns dos momentos mais marcantes das HQs assinadas por Neil Gaiman. Além de um trailer épico como nenhum outro divulgado pela produção até hoje, o evento exibiu com exclusividade para os fãs presentes no Hall H três clipes da série, recriando cenas clássicas das páginas.

24 Horas

Presente no espaço, a repórter Mariana Canhisares, do Omelete, descreveu as prévias com detalhes. Tudo teve início com a cena de abertura do episódio dedicado à adaptação da história "24 Horas", uma das mais brutais de Sandman. "David Thewlis [o Lupin de Harry Potter, interpretando John Dee], chega em um diner americano, com uma cara de acabado e vestindo uma espécie de robe. Ele se senta em uma mesa no canto e é recebido por uma simpática garçonete. Ela o pergunta como está, ao que ele responde: 'Bem, como não me sentia há muito tempo”, narrou.

"Ela continua a conversa, educada, dizendo que adoraria se sentir assim também. Sabendo do seu privilégio, ele se gaba e exibe a razão do seu bem-estar: um colar dourado, com um grande pingente quadrado com uma chamativa pedra vermelha no centro. 'Ele realiza sonhos', diz, com orgulho", acrescentou Canhisares. "Nesse momento, o que parecia ser um homem fracassado ganha ares quase vilanescos. Ela, mais uma vez, dá corda: 'E com o que você sonha? Uma casa nova?'. E ele conclui: 'Com outro mundo, um melhor'. Ela responde em concordância".

Dream a Little Dream of Me

O história que, nas HQs de Sandman, leva esse título e reúne o Sonho (Tom Sturridge) a John Constantine, será adaptada na série por conta de um conflito sobre os direitos de uso do mago. Trazendo ao tempo presente sua antepassada Johanna Constantine (Jenna Coleman), o episódio também teve cenas conferidas por Canhisares. "Em uma igreja, Johanna Constantine realiza o que parece ser um casamento comum. A noiva está claramente apressada, algo que seu companheiro não entende. 'Amor, tem certeza de que você não quer uma grande cerimônia, convidar a rainha?', ele pergunta. Mas um aperto de mão agressivo é o suficiente para que ele entenda o recado", narrou.

"Antes que Constantine termine a pergunta clásica 'você o aceita como seu legítimo esposo?', a mulher diz sim. Quando é a vez do seu noivo, novamente é um aperto de mão que o faz acelerar o processo. Então, Constantine pede que eles repitam algumas palavras em latim", continuou Canhisares. "Conforme o casal as diz, o noivo começa a se contorcer, com dores no estômago. Uma, duas vezes. Eis que, na terceira, uma mão começa a sair da boca dele. E, então, outra. De repente, aquela figura tão banal se rompe no meio e surge um demônio gigante. Em nenhum momento, Constantine parou de falar em latim, e ela está claramente orgulhosa de si".

O conflito se intensifica com a chegada do Sonho, momentos depois. "Constantine e o demônio começam uma troca provocativa sobre quem ele é, até que o Sonho aparece e o introduz. Os dois se conhecem há tempos, e o demônio tenta convencê-lo a ajudar ao revelar que sabe do paradeiro dos seus objetos [seriam os pesadelos que escaparam do Sonhar?]. O Sonho fica mexido e tenta, sem sucesso, convencer Constantine a não continuar sua cerimônia: um exorcismo. Ela, porém, ignora quaisquer pedidos. Por mais que Sonho diga que ela não tem ideia do que fez, ela não tem dúvidas de que sqbe o que faz. Ela realiza seu destino", descreveu Canhisares.

Para ela, "o clipe é impressionante em dois níveis: pelos efeitos — o homem sendo destruído de dentro para fora e dando espaço para o gigante musculoso é impressionante —, mas também pelas performances. O brilho nos olhos da atriz de Constantine é tudo".

Sonho e Morte, sentados no parque

A terceira cena revelada ao público do Hall H emocionou e empolgou com o encontro do Sonho com sua irmã Morte. "Cabisbaixo, Sonho aparece sentado em um banco, jogando migalhas de pão para os pombos, sem ânimo ou vontade. Na sua frente, um grupo joga futebol e, por pouco, a bola não o atinge — mas Sonho é rápido e a pega com as mãos, sem hesitar. Nesse momento, uma figura solar surge em cena, tão bela e hipnotizante que distrai o jogador de futebol, que já há muito tinha recuperado sua bola. É a Morte, que se senta ao lado do Sonho e pergunta o que ele faz", resumiu Canhisares.

"O irmão, então, começa um longo monólogo sobre como foi sua jornada até ali. Primeiro, tudo o que desejava era vingança dos seus captores pela ruína do seu reino, mas isso não tornou realizado", continuou. "Depois, era uma questão de recuperar seus objetos, e mesmo assim não ficou bem. Na realidade, depois de tudo, ele só se sente vazio. Um grande nada".

"Então, a até então sorridente e tranquila Morte se levanta e olha de cima para o irmão. Sem poupar os sentumentos do Sonho, ela o xinga por não tê-la procurado. 'Você não pensou que eu poderia me preocupar', diz, antes de dar um tapa na cara dele: 'Você prefere ficar se lamentando do que ter a coragem de ir atrás de algo novo'. E, em meio a uma bronca intensa, que faz com que o Sonho se encolha no banco e se dê conta da pequenez da sua postura, a bola de futebol novamente vai em direção à dupla. De costas e sem desviar o olhar do irmão, a Morte repete o feito do Sonho e pega a bola com uma mão", encerrou Canhisares.

Segundo a repórter, "o clipe é uma adaptação muito fiel do quadrinho. A sensação é de realmente ver o que está na página tomar vida. A Morte está encantadora, como deve ser, e o Sonho tem seu jeito emotivo tradicional".

Sandman é uma mistura de mito moderno e fantasia sombria, combinando ficção contemporânea, drama histórico e lendas místicas. A série gira em torno das pessoas e dos lugares afetados por Morpheus, o rei dos Sonhos, na tentativa de corrigir os erros cósmicos e humanos que cometeu em sua vasta existência.

A série, que conta com produção do próprio Neil Gaiman, chega à Netflix em 5 de agosto de 2021.

A San Diego Comic-Con acontece entre 21 e 24 de julho e conta com cobertura completa no site, redes e canal do Omelete. 

O primeiro dia já foi marcado por novidades de Dungeons & Dragons, Teen Wolf e A Lenda do Tesouro Perdido, enquanto a sexta-feira de convenção entregou prévias e anúncios de O Senhor dos Anéis: Os Anéis de Poder, animações da Marvel Studios e The Walking Dead. O sábado, dia mais cheio do evento, terá painéis da Warner Bros. Marvel Studios

Omelete agora tem um canal no Telegram! Participe para receber e debater as principais notícias da cultura pop (t.me/omelete).

Acompanhe a gente também no YouTube: no Omeleteve, com os principais assuntos da cultura pop; Hyperdrive, para as notícias mais quentes do universo geek; e Bentô Omelete, nosso canal de animes, mangás e cultura otaku.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.