Cowboy Bebop | John Cho sobre treino para série e cena sem camisa: "Estressante"

Créditos da imagem: John Cho em foto promocional de Cowboy Bebop (Reprodução)

Séries e TV

Notícia

Cowboy Bebop | John Cho sobre treino para série e cena sem camisa: "Estressante"

Ator ainda confessou que sentia medo de ser considerado "velho demais" para o papel

Caio Coletti
30.08.2021
15h10
Atualizada em
30.08.2021
16h27
Atualizada em 30.08.2021 às 16h27

John Cho confessou que foi "estressante" gravar cenas sem camisa para Cowboy Bebopadaptação em live-action do anime clássico produzida pela Netflix. Em entrevista ao Vulture, o ator detalhou o seu regime de treinamento para o papel de Spike Spiegel.

"A ideia era se tornar funcionalmente atlético, ao invés de simplesmente exibir o meu corpo. Mas sim, eu tive que prestar atenção no que comia, e tive que tirar minha camisa no primeiro episódio, o que foi estressante. Qualquer um fica constrangido nessa situação. Acho que prefiro poder comer meu sanduíche no almoço", brincou ele.

Cho admitiu, no entanto, que se impor uma disciplina maior nesse sentido pode tê-lo ensinado algumas coisas. "Eu nunca fui uma pessoa atlética, então meio que ia para o outro lado. Não dava o devido crédito a esse tipo mais físico de atuação. Para este papel, tudo veio do treinamento. As decisões que tomei como o personagem vinham disso", comentou.

"Quando eu era jovem, achava que poderia acessar um tipo de musa e entrar no personagem, mas é mais difícil do que isso. Você precisa cavar, cavar e cavar, tem que ter disciplina. Quando eu tinha 19 anos, eu odiaria ter que treinar para um papel, achava que era um artista e estava acima disso", completou.

As cenas de ação de Cowboy Bebop, inclusive, levaram a um acidente grave nas filmagens. "Nós filmamos a noite inteira, e eu estava fazendo um movimento arriscado ao nascer do Sol. Provavelmente foi uma questão de eu estar deprivado de sono, porque foi um movimento simples, mas caí imediatamente", disse Cho, que sofreu uma lesão no ligamento cruzado anterior, mais comum em atletas, e passou meses em recuperação.

"Fiquei em casa, fazendo esses exercícios de joelho, e aos poucos abaixando a dose dos analgésicos. Nesse tempo todo, eu fiquei pensando em Cowboy Bebop. Fiquei pensando que precisava me focar no personagem, e esse tempo todo dedicado a ele está exacerbando o meu medo de como será a reação dos fãs quando a série for lançada", comentou.

O principal desses medos tem a ver com a idade. Cho, que tem 49 anos, está interpretando um personagem que, no anime original, tem 27. Ele disse, no entanto, que não seria capaz de viver Spike quando tinha a idade dele.

"Talvez eu fosse mais adequado ao personagem, atleticamente, mas acho que hoje tenho mais disciplina. E acho que não teria feito jus à profundidade emocional que tentamos dar a ele. Há sempre uma troca. Jovens atores são bons em expressar raiva, então talvez minha versão de Spike aos 27 anos teria esse elemento mais pronunciado. Hoje em dia, eu sou melhor em mostrar fraqueza, vulnerabilidade, amor. Pessoalmente, prefiro a versão dele que pude fazer hoje, mas esse é meu gosto", definiu.

Na trama de Cowboy Bebop, em 2071, um grupo de caçadores de recompensa vaga sem rumo pelo espaço sideral atrás de trabalho. O anime original é relativamente popular nos EUA desde que se tornou o primeiro do gênero a ser retransmitido no país, pelo Adult Swim.

O elenco do live-action inclui ainda Alex Hassell (The Boys), Daniela Pineda (Jurassic World 2), Elena Satine (The Gifted) e Mustafa Shakir (Luke Cage). Alex Garcia Lopez (Demolidor) vai dirigir os dois primeiros episódios da nova Cowboy Bebop

Ao todo, serão 10 capítulos na primeira temporada, que estreia em 19 de novembro de 2021.

Omelete agora tem um canal no Telegram! Participe para receber e debater as principais notícias da cultura pop (t.me/omelete).

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.