Surto de coronavírus é benéfico para Netflix, diz analista

Créditos da imagem: Netflix/Divulgação

Netflix

Notícia

Surto de coronavírus é benéfico para Netflix, diz analista

Ações do streaming tiveram alta na pior semana de Wall Street

Pablo Raphael
28.02.2020
11h14
Atualizada em
24.03.2020
12h05
Atualizada em 24.03.2020 às 12h05

O surto mundial do novo coronavírus prejudicou a indústria do entretenimento, com o fechamento de salas de cinema e de outras atividades públicas na Ásia e, mais recentemente na Europa, mas indiretamente foi benéfica para serviços como a Netflix. É o que afirma o analista de mercado Dan Salmon, da BMO Capital Market (via Variety).

A Netflix “é obviamente beneficiada se os consumidores ficam em casa preocupados com o coronavírus, e isso se reflete no aumento considerável do preço das suas ações nesta semana”, disse o analista. As ações da plataforma de streaming subiram 0,8% em Wall Street, em meio a maior queda da bolsa de valores de Nova York nos últimos 9 anos.

Outras empresas de tecnologia que podem se beneficiar da expansão do surto de coronavírus incluem Facebook, Amazon, Peloton e Slack, disse o analista JC O’Hara, da MKM Partners ao CNBC. A empresa tentou identificar quais produtos e serviços podem se beneficiar de um cenário de quarentena global. “O que as pessoas vão fazer se ficarem enfiadas em casa o dia todo?”.

Efeito Coronavírus na cultura pop

COVID-19 é uma nova mutação da família coronavírus que está se espalhando em ritmo alarmante desde dezembro de 2019. A China foi o primeiro país vítima da epidemia, com infecções e mortes confirmadas em todas as suas províncias. Desde então, a presença do vírus foi confirmada em quatro continentes - incluindo a América do Sul, com um caso registrado no Brasil até agora.

Pela importância da China como mercado, a indústria audiovisual sentiu o impacto desde o primeiro momento já que vindouros lançamentos, como Mulan 007 - Sem Tempo para Morrer, precisaram ser adiados para não perder a bilheteria de lá. No país, mais de 70 mil cinemas foram fechados.

Ao ritmo que a doença se espalha, as consequências são sentidas em outras partes do mundo do entretenimento. As filmagens do próximo Missão: Impossível tiveram que ser adiadas por conta do surto na Itália, onde o filme era rodado. Já o grupo de k-pop BTS teve de cancelar turnês na Coréia do Sul, país mais afetado pelo coronavírus fora da China.