Taylor Swift revela detalhes de briga com Kanye West

Créditos da imagem: Larry Busacca / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP

Música

Notícia

Taylor Swift revela detalhes de briga com Kanye West

Em entrevista, cantora afirma que rapper agia de forma amigável por trás das câmeras

Nicolaos Garófalo
18.09.2019
21h16
Atualizada em
19.09.2019
15h25
Atualizada em 19.09.2019 às 15h25

Em entrevista a Rolling Stone, Taylor Swift deu mais alguns detalhes sobre sua briga com Kanye West, foco midiático desde que o rapper interrompeu o discurso da popstar no VMA de 2009.

De acordo com a cantora, ela procurou por uma validação de West desde o caso, com o artista correspondendo longe das câmeras, elogiando as músicas de Swift, convidando-a para jantar e até mesmo chamando-a para entregar o prêmio Vanguarda do VMA em 2015 para ele “da maneira mais doce” pelo telefone. Na premiação, no entanto, o rapper disse que a MTV, emissora que organiza e transmite a cerimônia, havia encarregado Swift pela audiência.

Mesmo chateada, a estrela decidiu seguir em frente, aceitando até mesmo o verso “me and Taylor might still have sex”, da canção “Famous” em conversa secretamente gravada pela esposa de West, Kim Kardashian. Quando a música foi lançada, no entanto, o rapper chamava Swift de vadia e se dizia responsável por sua fama, dando fim à boa vontade da cantora.

Swift recentemente alcançou o topo das paradas com o disco Lover, lançado em 23 de agosto. A cantora se apresenta no Brasil em 18 de junho de 2020, no Allianz Parque, em São Paulo.

Já os fãs de Kanye vivem a expectativa pelo lançamento de Jesus is King, previsto para ser lançado em 27 de setembro.