Mulher-Maravilha 1984 | Trama sobre Guerra Fria pode barrar lançamento na China

Créditos da imagem: Warner Bros./Divulgação

Filmes

Notícia

Mulher-Maravilha 1984 | Trama sobre Guerra Fria pode barrar lançamento na China

Censura sobre o período histórico pode ter sido aplicada em O Primeiro Homem

Natália Bridi
25.12.2018
09h16
Atualizada em
25.12.2018
09h42
Atualizada em 25.12.2018 às 09h42

Mulher-Maravilha 1984 finalizou suas filmagens (veja aqui) e só chega aos cinemas em 2020, mas já existem especulações de que o filme pode ser barrado na China, sendo privado de uma das grandes fontes de bilheteria atuais (Aquaman, por exemplo, já soma US$ 189 milhões no país). A causa seria a trama do longa, que se passa durante o período da Guerra Fria. "Alguns especialistas acreditam que a guerra comercial impactou os negócios de Hollywood na China. A Universal ainda não obteve resposta sobre a censura de O Primeiro Homem. Muitos acreditam que seja o período da Guerra Fria na trama. Alguns estão preocupados com Mulher-Maravilha 1984", escreveu Gavin Feng, que cobre a bilheteria chinesa. 

Apesar de não ter divulgado oficialmente a sua sinopse, como o primeiro filme aborda a Primeira Guerra Mundial, é bem possível que o segundo não trate a Guerra Fria apenas como pano de fundo, usando a vilã Mulher-Leopardo (Kristen Wiig) e o misterioso personagem de Pedro Pascal dentro desse contexto. Tratando-se de um filme de fantasia, porém, os estúdios costumam contornar a censura chinesa com adaptações, omitindo ou trocando nomes e termos, por exemplo.

Mulher-Maravilha 1984 chegaria aos cinemas em novembro de 2019, mas foi adiado e agora estreia em junho de 2020.